Ativista que protestou em Pequim 2008 pega 6 meses de prisão

Matt Pearce foi condenado por causar desordem pública ao chamar atenção para os direitos humanos na China

EFE

30 de março de 2009 | 15h21

O ativista inglês Matt Pearce foi condenado nesta segunda-feira, a seis meses de prisão pela corte do distrito de Tsuen Wan, em Hong Kong, por causar desordem pública com um protesto individual durante a abertura dos Jogos Olímpicos de Pequim, em agosto de 2008.

 

Segundo a Radio Television Hong Kong, à época, Pearce, que mora na cidade chinesa, se pendurou na ponte de Tsing Yi - um dos pontos mais movimentados da cidade - e exibiu dois cartazes gigantes para chamar a atenção para a situação dos direitos humanos na China.

 

O protesto provocou um grande engarrafamento na ponte em plena hora do rush, já que a Polícia local optou por interromper o trânsito para prender o ativista.

 

Pearce já protagonizou outros protestos em Hong Kong. Em um deles, em 2005, o inglês escalou uma tela de televisão gigante para protestar contra a repressão da Praça da Paz Celestial em 1989.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.