Atleta de futebol americano morre após briga com a noiva

O receptor Chris Henry, do Cincinnati Bengals, uma das equipes da NFL (Liga norte-americana de futebol americano), morreu aos 26 anos nesta quinta-feira em Charlotte por causa de ferimentos sofridos após cair da traseira de uma caminhonete, na quarta.

AE, Agencia Estado

17 Dezembro 2009 | 19h58

Segundo informações preliminares da polícia, Henry teria brigado em casa com sua noiva, Loleini Tonga. Após uma suposta discussão, ela teria saído com a caminhonete. O jogador se atirou então na parte de trás do veículo e teria caído 700 metros depois, sofrendo graves lesões.

Polêmico fora dos campos, Chris Henry foi preso várias vezes por porte ilegal de armas, agressões e uso de maconha, que lhe valeram três suspensões na NFL. O jogador estava se recuperando de uma cirurgia no antebraço esquerdo, realizada para corrigir uma fratura sofrida em 8 de novembro, na vitória dos Bengals sobre o Baltimore Ravens.

"É com grande tristeza que confirmo a morte de Chris", afirmou seu agente Andy Simms em comunicado. "Para aqueles que conheceram Chris, ele era carinhoso, grato pelo que tinha na vida, e orgulhoso do que havia superado."

Henry tinha 1,93 m e pesava 91 quilos. Na carreira, obteve 119 recepções, correu 1.826 jardas e marcou 21 touchdowns.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.