Atleta de Granada é campeão mundial nos 400 metros

A final dos 400 metros no Mundial de Atletismo, que está sendo realizado em Daegu, na Coreia do Sul, teve um dos resultados mais surpreendentes desta edição do torneio. Nesta terça-feira, Kirani James conseguiu uma histórica vitória para a ilha de Granada ao triunfar na disputa dos 400 metros com o tempo de 44s60.

AE, Agência Estado

30 de agosto de 2011 | 11h40

A marca de James, que tem apenas 18 anos, é a melhor da sua carreira. E o seu feito tem ainda mais relevância, já que ele superou o favorito LaShawn Merritt para conquistar a medalha de ouro da prova dos 400 metros. Atual campeão olímpico e mundial da prova, Merrit ficou com a prata, com 44s63, e o belga Kevin Borlee faturou o bronze, com 44s90.

Já o queniano David Rudisha conquistou a medalha de ouro da prova dos 800 metros no Mundial de Atletismo. Recordista da distância, ele dominou a disputa desde o início, quando assumiu a liderança, e venceu com o tempo de 1min43s91.

Rudisha superou o sudanês Abubaker Kaki, que é o atual bicampeão mundial indoor dos 800 metros, e ficou com a medalha de prata, com 1min44s41. O russo Yuriy Borzakovskiy faturou a medalha de bronze com 1min44s49. Com o triunfo desta terça-feira, o queniano acumula 32 vitórias consecutivas e não perde uma prova desde agosto de 2009.

A russa Yuliya Zaripova conquistou a medalha de ouro na disputa dos 3 mil metros com obstáculos com o tempo de 9min07s03. A tunisiana Habiba Ghribi e a queniana Milcah Cheywa completaram o pódio.

Outra medalha de ouro para a Rússia no Mundial de Atletismo foi conquistada por Tatyana Chernova, que totalizou 6.880 pontos na disputa do heptatlo. Campeã em 2009, a britânica Jessica Ennis ficou em segundo lugar, com 6.751. A alemã Jennifer Oeser obteve o bronze com 6.572 pontos.

Campeão mundial em 2009, o alemão Robert Harting manteve o seu título da disputa do arremesso de disco ao atingir 68,97 metros. O estoniano Gert Kanter e o iraniano Ehsan Hadidi completaram o pódio.

QUADRO DE MEDALHAS - O inédito título conquistado por Fabiana Murer na disputa do salto com vara colocou o Brasil no quadro de medalhas do Mundial de Atletismo, em oitavo lugar, ao lado de Botsuana, Granada, Japão, Nova Zelândia e Polônia, todos com um ouro.

Os Estados Unidos seguem em primeiro lugar no quadro de medalhas do Mundial de Atletismo, com quatro ouros, quatro pratas e um bronze. Os norte-americanos são seguidos por Quênia e Rússia, ambas com três ouros, duas pratas e três bronzes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.