Divulgação
Divulgação

Atleta do Corinthians bate recorde dos 1.500m e vai ao Mundial

Brandonn Pierry, de 18 anos, vence no Maria Lenk em 15min13s

Estadão Conteúdo

07 de abril de 2015 | 18h41

Se Matheus Santana já foi o "novo Cielo", Brandonn Pierry cresceu no Corinthians sendo comparado com Thiago Pereira. Nesta terça-feira, ele mostrou que a esperança depositada nele já há alguns anos não era em vão. Menos de um mês depois de completar 18 anos, não só bateu o recorde brasileiro dos 1.500 metros livre como atingiu índice para o Mundial de Kazan (Rússia).

Brandonn baixou em 10 segundos o seu tempo de balizamento e ganhou o Troféu Maria Lenk, na piscina do Fluminense, com 15min12s20, passando por pouco o índice de 15min13s98. Também superou o recorde brasileiro, que desde 2009 era de Luis Rogério Arapiraca, com 15min12s69. Na época, a marca do baiano era também recorde sul-americano, hoje com o argentino Martin Naidich (15min10s24).

Versátil, Brandonn está inscrito para nadar outras quatro provas no Maria Lenk: 800m livre, 400m medley, 400m livre e 200m costas. Nos 1.500m, foi seguido no pódio por Lucas Kanieski e Miguel Leite Valente, ambos do Minas Tênis Clube. Kanieski, aliás, ficou a apenas 0s20 de atingir o índice para Kazan. Antigo recordista, Arapiraca chegou em sexto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.