Atleta georgiano morre após acidente em treino de luge

Kumaritashvili bateu na parede interna da pista na curva final e seu corpo saiu por cima do muro, a 144,3 km/h

AE, Agencia Estado

12 de fevereiro de 2010 | 18h56

VANCOUVER - Um atleta da Geórgia morreu após se chocar na pista de luge (modalidade de descida em trenó) dos Jogos Olímpicos de Inverno. Nodar Kumaritashvili perdeu o controle do seu trenó nesta sexta-feira e saiu por cima da pista antes de se chocar contra um poste de metal, perto da linha de chegada da pista mais rápida do mundo, despertando a preocupação dos outros competidores.

 

Veja também:

Erro de atleta georgiano causou morte, diz organização

Geórgia competirá para homenagear atleta morto do luge

Oficiais de resgate correram ao local do acidente pressionaram o peito e realizaram respiração boca-a-boca para ressuscitar Kumaritashvili, que foi transportado em uma ambulância.

O georgiano bateu na parede interna da pista na curva final e seu corpo saiu por cima do muro de concreto do lado esquerdo, a 144,3 km/h. A pista é considerada a mais rápida do mundo e vários competidores questionaram sua segurança, com mais de dez deles já tendo sofrido acidentes em treinamentos.

Kumaritashvili competiu em cinco provas da Copa do Mundo de Luge nesta temporada e estava na 44.ª colocação no ranking mundial. A competição do luge nos Jogos de Vancouver está marcada para começar no sábado, a partir das 23 horas (horário de Brasília).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.