Atletas correm de olho nos Jogos de Londres

Resultado da prova de hoje servirá de referência para quem já tem a vaga olímpica e para quem luta por índice

O Estado de S.Paulo

31 de dezembro de 2011 | 03h04

Por ser realizada no último dia do ano, fora da temporada das principais competições de rua internacionais, a São Silvestre algumas vezes é vista como uma prova em que o tempo no cronômetro é secundário. Isso, no entanto, mudou nesta edição por causa da proximidade da Olimpíada de Londres. Tanto quem está com vaga garantida para os Jogos quanto quem vai buscar índice em 2012 pretende usar a disputa para avaliações.

É o caso, por exemplo, de Adriana Aparecida da Silva, campeã pan-americana da maratona. "No dia 12 de janeiro, a Adriana vai para Paipa (Colômbia) fazer treinamento de altitude. A São Silvestre servirá como teste para saber em que condições ela está hoje, antes do início do trabalho", conta seu técnico, Cláudio Castilho.

O treinador comemorou o fato de a prova contar com concorrentes de expressão. "Se a São Silvestre não estivesse tão forte, iríamos buscar um teste fora do Brasil", revela Cláudio.

Adriana vai tentar conquistar o índice na Maratona de Tóquio, em janeiro. Se falhar, poderá fazer uma nova tentativa na Maratona de Londres, em abril.

Outras atletas que disputam a São Silvestre de olho em Londres são Cruz Nonata e Maria Zeferina Baldaia. A primeira ganhou a prata pan-americana dos 5 e 10 mil metros e vai usar a prova para avaliar seu trabalho visando a vagas nos Jogos. A segunda, vencedora da São Silvestre de 2001, luta para se classificar para a maratona olímpica.

No masculino, Marilson dos Santos já tem índice para a maratona em Londres - resultado de uma recente mudança de regras da classificação olímpica por parte da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt). O fato contou a favor na hora de decidir disputar a São Silvestre, mas o corredor garante que nem por isso os Jogos ficaram em segundo plano. "Não deixamos de fazer nada que não faríamos caso já não estivéssemos com a vaga", ressalta o corredor. / A.M. e V.Z.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.