Atlético vacila, mas ainda é o primeiro

O Atlético-MG bobeou em pleno Estádio Independência e ficou no empate por 2 a 2 com a Ponte Preta. Mas foi beneficiado pela igualdade entre Fluminense e Corinthians e manteve a liderança com Brasileiro, com 44 pontos, contra 43 dos cariocas.

MARCELO PORTELA, BELO HORIZONTE, O Estado de S.Paulo

30 de agosto de 2012 | 03h06

Apesar de jogar em casa, o Galo mostrou um futebol muito irregular e completamente diferente daquele que o levou a ter a melhor campanha do primeiro turno. O time paulista não se intimidou com o fato de enfrentar o líder em sua casa e conquistou um ponto importante.

A Ponte Preta começou melhor o jogo e criou duas boas chances em 10 minutos. A partir daí, o Atlético melhorou e, aos 14 minutos, chegou ao primeiro gol. Danilinho arriscou de longe, sem muita força, mas a bola desviou na zaga e tirou o goleiro Edson Bastos da jogada. Aos 42 minutos, a Ponte aproveitou uma bobeada do Atlético e, num contra-ataque, Cicinho bateu cruzado para empatar.

Disposto a buscar a vitória para se manter na liderança, o técnico Cuca trocou o meia Serginho pelo atacante Guilherme. A mudança surtiu efeito logo aos quatro minutos da etapa final: Marcos Rocha lançou na área, Jô e o goleiro Edson Bastos tentaram chegar, mas a bola sobrou para Guilherme emendar de primeira: 2 a 1.

Precisando de pontos para se afastar da zona de rebaixamento, a Ponte Preta tornou-se mais agressiva e foi premiada com o empate aos 37 minutos. Cicinho roubou a bola de Guilherme e arriscou de fora da área. A bola desviou em um zagueiro e entrou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.