Atletismo brasileiro tem mais um doping confirmado

Fernanda Gonçalves, do salto em distância, testa positivo também para a contraprova; já são 15 casos

AE, Agencia Estado

19 de outubro de 2009 | 18h38

Como já era de se esperar, a Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) confirmou nesta segunda-feira mais um caso de doping, elevando para 15 o número de ocorrências no atletismo brasileiro desde o final de julho. A atleta flagrada foi Fernanda Gonçalves, do salto em distância, que testou positivo também para a contraprova do exame antidoping.

Fernanda fez o primeiro exame ainda em junho, quando disputava o Campeonato Sul-Americano em Lima, no Peru. Depois, a atleta pediu a abertura da contraprova, mas esta também testou positivo para as substâncias proibidas exemestane e boldenona. Com isso, Fernanda está suspensa provisoriamente a contar da última sexta-feira, até que seu caso seja julgado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva do Atletismo.

Também nesta segunda-feira, a CBAt confirmou a mesma suspensão para outro atleta flagrado no Sul-Americano. Trata-se de João Gabriel Santos Souza, do salto com vara, que já tinha aberto mão da confidencialidade de seu caso. Ele testou positivo para as mesmas substâncias proibidas. Não por coincidência, Souza e Fernanda são atletas do Clube de Atletismo BM&F, que também já os suspendeu.

Tudo o que sabemos sobre:
atletismodoping

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.