Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Atletismo dispensará 20 em Prudente

A equipe de atletismo de Presidente Prudente, que reúne alguns dos principais velocistas do Brasil, como os integrantes do revezamento 4 x 100 m, medalha de prata na Olimpíada de Sydney (2000) e no Mundial de Paris (2003), perdeu o patrocínio da Unoeste e da Olympikus, e vai dispensar 20 dos 46 atletas que formam a equipe. A Brasil Telecon passa a ser a única patrocinadora da equipe. O técnico Jayme Neto Jr. garante que a decisão não está diretamente relacionada ao mau desempenho do atletismo na Olimpíada de Atenas. "Nós já queríamos reestruturar o clube, trabalhando com menos atletas e mais qualidade." Além dos velocistas, a equipe absorverá alguns saltadores que treinam com Pedro de Toledo, o Pedrão, que foi o técnico de João do Pulo. Não terá mais meio-fundistas ou atletas de outras categorias do atletismo. Jayme disse que ainda procura um parceiro para completar o orçamento de cerca de R$ 1 milhão por ano, necessário para manter 26 atletas, com salários e ajuda com bolsa-escola, alimentação e moradia. Quanto ao desempenho fraco em Atenas, inclusive da equipe de revezamento, que tinha Edson Luciano Ribeiro, Vicente Lenílson de Lima e André Domingos, de Prudente, além de Cláudio Roberto de Souza, da BM&F Atletismo, Jayme disse que essa é a realidade do Brasil. "Um País que vai à Olimpíada com três chances de ir à final pode não ganhar uma medalha. Tirando o Vanderlei (Cordeiro de Lima, da maratona), nossas melhores chances eram na barreira, no revezamento e no salto. E só." O que ocorreu em Atenas, segundo Jayme, mostrou "que é preciso preparar melhor os poucos atletas que temos". Dos mais experientes, permanecem em Prudente André Domingos e Edson Luciano. Claudinei Quirino, que ficou fora da Olimpíada de Atenas por falta de índice, ainda vai tentar competir mais uma temporada, antes de deixar o atletismo - tentará integrar a equipe do Brasil que competirá no Mundial de Helsinque, em 2005. Dos novatos, competirão por Prudente os velocistas Eliezer, Bruno Pacheco e Rafael Silva.

Agencia Estado,

20 de outubro de 2004 | 18h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.