Alexandre Urch/MPIX/CPB
Alexandre Urch/MPIX/CPB

Atletismo e natação do Brasil têm 27 classificados para Mundiais Paralímpicos

14 na pista e no campo e 13 nadadores conquistam vagas nas provas do Open

Nathalia Garcia, O Estado de S.Paulo

23 de abril de 2017 | 13h26

Após três dias de disputa contra seus próprios limites no Open Internacional Loterias Caixa, no Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro, em São Paulo, 27 atletas brasileiros - 14 no atletismo e 13 na natação - garantiram vaga nos Mundiais das respectivas modalidades ao atingirem o índice A, estabelecido pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB).

"Fazemos um balanço bastante positivo, o resultado ratifica a assertividade da nossa estratégia. Os índices aumentaram bastante e, mesmo com os índices altos, mais da metade dos atletas que vão compor as delegações já conseguiram suas marcas", exalta o presidente do Comitê, Mizael Conrado.

Apesar de a entidade ter estabelecido 25 vagas para cada modalidade, o dirigente explica que todos os atletas que atingirem a meta máxima terão a oportunidade de participar das principais competições paralímpicas do ano. O Mundial de Atletismo será disputado entre 14 e 23 de julho, em Londres, e o Mundial de Natação ocorrerá de 30 de setembro a 6 de outubro, na Cidade do México.

Na sexta-feira, algumas provas de atletismo foram afetadas por falha no cronômetro. Com aval dos atletas e das comissões técnicas, as baterias dos 800 metros e dos 100 metros foram disputadas novamente na manhã deste domingo. "Prejuízo sempre traz, mas encontramos uma solução e os atletas repetiram a prova hoje, inclusive com algumas marcas importantes. É, sem dúvida, um problema, mas a solução foi satisfatória", justifica Mizael.

Ao longo da competição, dois recordes mundias nas provas de campo foram atingidos. Alessandro Silva atingiu 44,66 m no lançamento de disco na classe F11 e derrubou a marca que perdurava desde 1998. E na mesma prova, na classe F57, Thiago Paulino alcançou 48,04m e também conquistou o feito.

O único atleta a obter o índice neste domingo foi Gabriel Souza, da natação. O jovem de 22 anos cravou 27s06 nos 50 metros livre, da classe S8, no Open, e terá a chance de competir o Mundial pela primeira vez na carreira. Ele superou com folga os 28s89 no cronômetro, tempo mínimo exigido para os atletas que vão ao México.

Os nadadores ainda terão duas etapas nacionais (em junho e agosto), além das competições internacionais chanceladas pelo Comitê Paralímpico Internacional (IPC, sigla em inglês), para garantir o passaporte para o Mundial. Já o atletismo conta com um calendário mais apertado e os brasileiros terão só até a primeira fase da competição, em São Paulo, para confirmar as marcas estabelecidas pelo CPB.

Confira os atletas classificados para os Mundiais de Atletismo e Natação:

NATAÇÃO

1- Daniel Dias - 100 m livre S5

2- André Brasil - 100 m livre S10

3- Phelipe Rodrigues - 100 m livre S10

4- Joana Neves - 50 m livre S5

5- Raquel Viel - 100 m costas S12

6- Patrícia Santos - 100 m livre S4 

7- Cecília Araújo - 100 m livre S8

8- Felipe Caltran - 100 m borboleta S14

9- Talisson Glock - 100 m costas S6

10- Ítalo Gomes - 100 m costas S7

11- Edênia Garcia - 50 m costas S3

12- Matheus Rheine - 400 m livre S11

13- Gabriel Souza - 50 m livre S8

ATLETISMO

1- Renata Bazone - 800 m T11

2- Thiago Paulino - lançamento de disco F57

3- Izabela Campos - lançamento de dardo F11

4- Paulo Henrique - salto em altura T13

5- Petrucio Ferreira - 200 m T47

6- Mateus Evangelista - 200 m T37

7- Rodrigo Parreira - 200 m T36

8- Ricardo Costa Oliveira - salto em distância T11

9- Kesley Josué - 200 m T13

10- Alessandro Rodrigo - lançamento de disco F11

11- Edson Pinheiro - 200 m T38

12- Jonas Licurgo - lançamento de dardo F55

13- Emerson dos Santos Lopes - lançamento de disco F46

14- João Luiz dos Santos - lançamento de disco F46

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.