Atletismo muda a vida de um bóia-fria

Antes de ser o melhor brasileiro da corrida paulistana, Anoé trabalhava em colheitas

Glenda Carqueijo e Valéria Zukeran, SÃO PAULO, O Estadao de S.Paulo

02 de janeiro de 2008 | 00h00

Correr sob o forte calor do verão brasileiro na Avenida Paulista pode parecer desgastante. Mas é pouco perto do que Anoé dos Santos Dias, de 27 anos, já enfrentou ao longo da vida. Antes de se dedicar ao atletismo e, com o terceiro lugar, ser o melhor brasileiro da São Silvestre de 2007, o corredor, de origem humilde, enfrentou a dura realidade dos bóias-frias."Trabalhava em colheitas de café e algodão em Munhoz de Mello, no Paraná, onde mora minha família. Também criava gado e fazia todo o tipo de serviço", lembrou Anoé. Foi na infância que o atleta descobriu a vocação para o esporte. "Tinha pouco tempo para terminar o serviço no sítio e ir para a escola. Então ia correndo", contou. A virada começou em 1999, quando, cansado da vida na lavoura, Anoé arrumou um emprego em uma fábrica de móveis em Arapongas-PR. Paralelamente, desde 2001, começou a treinar com o técnico Ivar Bernardes depois de deixar o trabalho. Alguns anos mais tarde, foi obrigado a fazer uma escolha. "Em 2004 larguei o emprego para tentar viver de competições."Em busca de melhores oportunidades, Anoé foi de Arapongas para Nova Santa Bárbara (PR) em 2004 e de lá para Londrina (PR) em 2005. Em março, o corredor se mudou para Jardinópolis, cidade próxima a Ribeirão Preto. "Precisava ficar mais perto do meu técnico, Cláudio Ribeiro", explicou o fã confesso de Vanderlei Cordeiro de Lima, que também é paranaense. Na nova casa, iniciou a preparação que foi fundamental para seu desempenho na São Silvestre. "Na hora da corrida fez muito calor, o que me ajudou, já que em Jardinópolis é muito quente também."Depois do excelente resultado de anteontem, Anoé faz planos para manter o ritmo em 2008. "Índice para a Olimpíada é difícil porque está muito em cima. Quem sabe na próxima", disse. "Minha idéia é treinar bem e ter bons resultados para no dia 31 disputar mais uma São Silvestre." Mas, pelo menos hoje, Anoé deve dar um tempo na correria. Vai desfilar confortavelmente em carro de bombeiros pelas ruas de Jardinópolis.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.