ATP alerta tenistas sobre segurança em Acapulco

A ATP, a Associação dos Tenistas Profissionais, recomendou aos jogadores que tenham cuidado com a segurança pessoal deles durante o Torneio de Acapulco, que começa nesta segunda-feira, no México. A entidade afirma, porém, que recebeu garantias dos organizadores mexicanos neste sentido.

AE, Agência Estado

20 de fevereiro de 2011 | 16h04

Sede do mais importante torneio de tênis da América Latina, com chaves masculina e feminina, Acapulco vive um momento de crise interna por conta da violência do narcotráfico. Em janeiro, 14 corpos foram encontrados em frente a um centro comercial.

Em nota enviada à agência de notícias Associated Press, a APT fez questão de destacar que recebeu garantias de segurança por parte de todas as esferas governamentais do México. "Depois da análise independente sobre a segurança e de conversar com os organizados, estamos satisfeitos de que foram tomadas medidas responsáveis", dizia o comunicado.

Os jogadores foram avisados pela ATP por meio de e-mails enviados pela entidade, que pediu que eles limitem suas saídas de seus hotéis, cheguem o mais tarde possível ao México e saiam de lá assim que forem eliminados.

O argentino David Nalbadian, no sábado, colocou em risco sua participação no torneio, alegando falta de segurança. Atual campeão, o espanhol David Ferrer, já está há vários dias em Acapulco e garantiu que não está preocupado com a segurança.

Tudo o que sabemos sobre:
têniaATPMéxicoTorneio de Acapulco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.