ATUAÇÕES - Veja como os jogadores do Palmeiras se saíram na Libertadores

O meia Patrick Vieira fez o segundol gol e foi considerado o melhor em campo

GONÇALO JR., O Estado de S.Paulo

15 de fevereiro de 2013 | 02h06

SÃO PAULO - O Palmeiras estreou com vitória na Copa Libertadores ao derrotar o Sporting Cristal, do Peru, por 2 a 1 no Pacaembu. O triunfo foi construído na base da superação dos jogadores e assim, a torcida tem uma esperança de que novos resultados positivos podem vir no futuro.

PALMEIRAS - Nota 6

Fez a lição de casa, conquistou três pontos e ganha confiança.

6 |Fernando Prass

Bem no jogo aéreo, mas mostrou insegurança em alguns chutes.

4 |Weldinho

Muito acanhado no apoio. Deveria ter aproveitado os espaços.

6 |Maurício Ramos

Bom rebatedor pelo alto.

7 |Henrique

Fez desarmes importantes e ainda marcou o gol, de cabeça.

5 |Marcelo Oliveira

Estreia vai ficar marcada pelo pênalti bobo. Conseguiu se recuperar com a jogada do segundo gol.

6 |Vilson

Teve o trabalho facilitado porque os meias peruanos foram pouco ousados. Avançou bem.

6 |Márcio Araújo

Errou alguns passes no início. Faltou participar mais da partida e, por isso, saiu na etapa final.

6 |(Caio)

Fez bem o papel de pivô, escorando para o segundo gol.

7 |Souza

Cobrou faltas, chegou ao ataque e finalizou. Foi o mais ativo do time.

6 |Wesley

Boa movimentação. Bateu o escanteio para o primeiro gol.

7,5 |Patrick Vieira

Atuação muito boa: fez o segundo gol, criou boas chances e ajudou na marcação. Saiu machucado.

5 | (João Denoni)

Entrou para fechar o meio.

4 |Vinícius

Apagado, ficou entregue à marcação dos rivais.

5,5 | (Ronny)

Boas jogadas individuais.

7 |T. Gilson Kleina

Mexeu bem as peças na etapa final para buscar a vitória.

SPORTING CRISTAL - Nota 4

Limitado tecnicamente, jogou para empatar. O melhor do time foi o veterano meia Lobatón.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.