Ausências deixam SS sem favoritos

Com a ausência dos campeões do ano passado da São Silvestre ? os quenianos Paul Tergat e Lydia Cheromey ?, fica mais difícil projetar quem pode levar o título na 77ª edição da prova, que acontece na tarde desta segunda-feira. Entre os homens, quem impressiona pelos resultados é o etíope Tesfaye Jifar, de 25 anos, terceiro colocado da São Silvestre no ano passado ? atrás de Tergat e do etíope Tesfaye Tola ?, e que este ano venceu a Maratona de Nova York, terminando o percurso de 42.195 metros na frente de 30 mil participantes em 2h06min49 (melhorou em quase um minuto a melhor marca da prova do tanzaniano Juma Ikangaa ? 2h07min43, de 1989).Leia mais no Jornal da Tarde

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.