Kazuhiro Nogi/AFP - 15/9/2000
Kazuhiro Nogi/AFP - 15/9/2000

Austrália recupera traje olímpico perdido nos Jogos de Sydney

'Esperamos que traje entregue no museu seja autêntico e mistério seja finalmente resolvido', diz Comitê Olímpico Australiano, otimista

Nick Mulvenney, REUTERS

23 de dezembro de 2014 | 11h01

A roupa de lycra que Cathy Freeman vestiu para acender a pira olímpica dos Jogos de Sydney pode ter sido devolvida 14 anos depois de ter desaparecido do vestiário da atleta, disse nesta terça-feira o Comitê Olímpico Australiano.

Freeman, uma atleta aborígene que depois venceu a prova dos 400 metros rasos nos Jogos, vestiu o traje no ápice da cerimônia de abertura da Olimpíada, um momento visto por muitos como uma declaração de reconciliação com os indígenas australianos.

O traje está com a polícia depois de ter sido entregue de forma anônima no Clube de Críquete de Melbourne, local do Museu Nacional dos Esportes.

"Naquela noite, Cathy estava ensopada pois permaneceu sob uma cachoeira depois de uma falha mecânica que atrasou o processo de acender a pira", disse o comitê australiano em comunicado divulgado na terça.

"Ela retirou o traje depois da cerimônia e desde então ele não foi mais visto. Esperamos que o traje entregue no museu seja autêntico e o mistério seja finalmente resolvido", disse o comitê.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.