AO VIVO

Confira tudo sobre a Copa do Mundo da Rússia 24 horas por dia

Austríaco bicampeão olímpico de judô é acusado de assédio sexual de menores

Crimes teriam acontecido quando o ex-atleta dava aulas da modalidade para as jovens

Estadão Conteúdo

05 Outubro 2016 | 16h16

Duas vezes campeão olímpico no judô, o austríaco Peter Seisenbacher foi acusado de assediar sexualmente duas garotas menores de idade. Os crimes teriam acontecido quando o ex-atleta dava aulas da modalidade para as jovens em Viena, no início dos anos 2000.

De acordo com informações divulgadas pela Justiça de Viena nesta quarta-feira, os abusos aconteceram entre 1999 e 2004, quando ambas as garotas tinham menos de 14 anos. As denúncias das vítimas foram realizadas em 2013, quando elas já eram maiores de idade, mas somente agora vieram à tona.

Advogado do ex-judoca, Bernhard Lehofer declarou à Agência Austria Press que "o Senhor Seisenbacher está ciente" das acusações e não fará nenhum comentário sobre o assunto "para não começar um circo na imprensa".

Atualmente com 56 anos, Seisenbacher se tornou o primeiro judoca do mundo a ganhar medalhas de ouro em Jogos consecutivos. Ele alcançou o feito com os títulos olímpicos de Los Angeles, em 1984, e Seul, em 1988. Atualmente, o ex-atleta é o técnico da seleção do Azerbaijão.

Mais conteúdo sobre:
Justiça Los Angeles Seul

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.