Autoridades italianas investigam Asafa Powell por doping

A polícia italiana confirmou nesta terça-feira que os jamaicanos Asafa Powell, ex-recordista mundial dos 100 metros, Sherone Simpson e seu preparador físico foram formalmente colocados sob investigação criminal por supostamente terem violado as leis antidoping do país.

AE-AP, Agência Estado

16 de julho de 2013 | 11h47

O anúncio veio um dia depois de a polícia italiana confiscar substâncias não identificadas em uma ação no hotel onde o trio estava hospedado, na cidade de

Lignano Sabbiadoro, no nordeste da Itália, após os atletas testarem positivo para estimulantes proibidos. O treinador é o canadense Christopher Xuereb.

Promotores de Údine acreditam que o trio violou o artigo 9 das leis antidoping, que prevê punição para quem administra ou consome substâncias proibidas. A polícia ainda está analisando as substâncias apreendidas para determinar se elas são legais ou não.

Os atletas jamaicanos tradicionalmente fazem de Lignano a sua base de treinamento durante a temporada europeia.

A revelação dos testes positivos de Powell e Simpson se deu no último fim de semana, quando também foi descoberto que o norte-americano Tyson Gay foi flagrado em exame antidoping.

Na segunda-feira, Allison Randall, do lançamento de disco, reconheceu ser um dos cinco atletas jamaicanos que testaram positivo para uma substância proibida no Campeonato Nacional no mês passado, juntamente com Powell e Simpson. Os outros nomes não foram revelados. Os resultados vêm um mês após a jamaicana Veronica Campbell-Brown testar positivo para um diurético proibido.

Powell foi o último detentor do recorde mundial dos 100 metros antes do também jamaicano Usain Bolt quebrá-lo em 2008. Ele também ajudou a Jamaica a faturar a medalha de ouro no revezamento 4x100 metros nos Jogos Olímpicos de 2008. Simpson ganhou o ouro olímpico no revezamento 4x100 metros feminino em 2004 e a prata em 2012, juntamente com uma prata individual nos 100 metros em 2008.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.