Autuori comemora vaga na Libertadores e quer manter base do time no Atlético-PR

Equipe paranaense terminou competição na sexta colocação

Estadão Conteúdo

12 de dezembro de 2016 | 09h55

Pela quinta vez na sua história, o Atlético Paranaense vai jogar a Copa Libertadores em 2017. A vaga na fase preliminar veio com o sexto lugar do Campeonato Brasileiro, obtido após empate em 0 a 0 com o Flamengo, domingo, na Arena da Baixada. E o feito veio sob o comando do técnico Paulo Autuori, que estava do outro lado do campo no momento mais marcante na história do Atlético na competição sul-americana: a final perdida para o São Paulo em 2005.

Autuori destacou a boa campanha do Atlético-PR na temporada, mas ressaltou que nhá muito a melhorar. "Eu fico satisfeito que ficamos a cinco pontos do quarto lugar. Trabalhamos bem, uma temporada produtiva. Conseguimos conquistar o Campeonato Estadual em cima do maior rival, chegamos bem na Primeira Liga. Não chegamos ao quarto lugar porque erramos. Vamos seguir o trabalho sem fechar os olhos para os erros que cometemos."

Na primeira temporada do gramado sintético da Arena da Baixada, o Atlético-PR teve a melhor campanha como mandante no Brasileirão. Também foi o time que menos sofreu gols, ao lado do Palmeiras: somente 32.

Para o ano que vem, a meta é manter a base do time. "Ano que vem a história será outra, será muito mais difícil e temos que nos preparar. A base vai continuar, pois se falarmos em continuidade, é importante manter a base. Vamos aproveitar essa base quando não tivermos condições de repetir a equipe. Mas vamos tentar ao máximo não fazer mudanças radicais. Pontuais, se nos for possível", explicou Autuori.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.