Avaí bate o Fortaleza de virada, no fim e reassume a segunda posição

O Avaí deu uma mostra de sua força na Série B ontem. Num campo encharcado, onde a prática do futebol era impossível, o time de Santa Catarina, atuando em casa, saiu perdendo do Fortaleza, mas conseguiu a virada, no fim, com dois gols de William, e, com 2 a 1, reassumiu a segunda colocação, seis pontos atrás do líder Corinthians.A vitória sofrida foi comemorada em dobro. Isso porque o Vila Nova-GO, então vice-líder, foi até Natal e levou surpreendente surra do América, sendo goleado por 5 a 1, com quatro gols do centroavante Max.A rodada ainda marcou a vitória do Juventude sobre o ABC, em Caxias, por 3 a 0.A 24ª rodada termina hoje, com muitos times tentando fugir das últimas colocações ou buscando se afastar da crise.O São Caetano há muito tempo deixou de ser aquela equipe que encantou o País no início da década, disputando uma final de Brasileiro e outra de Libertadores, além da conquista de um título paulista. Ao contrário, vem decepcionando sua torcida e está em queda livre. A campanha na Série B confirma o calvário no qual o time está. Mesmo em posição intermediária na tabela, luta mais contra a queda do que pelo acesso.Hoje, às 20h30, diante do Brasiliense, time com a corda no pescoço, o Azulão tenta acabar com incômoda marca de cinco jogos sem vencer na Série B .Vindo de derrota para o Vila Nova-GO, por 2 a 1, o São Caetano tem 29 pontos, na parte intermediária da tabela. Apesar de estar em uma melhor fase, o Brasiliense ocupa posição inferior ao adversário. Após a vitória sobre o Ceará (3 a 1), a segunda consecutiva, chegou aos 23 pontos, mas mesmo assim não deixou a zona do rebaixamento.O técnico Vadão, do Azulão, terá três desfalques. O meia Vandinho, machucado, além do volante Glaydson e do lateral-esquerdo Éverton Ribeiro, suspensos. Entrar na briga pelo acesso é a meta da Ponte Preta. Depois de figurar entre os melhores, a equipe caiu e agora tenta se reerguer. A missão é aproveitar a fase crítica do Gama. Entre os piores, o time do DF estreará seu quarto técnico na competição, Gelson Silva. O duelo é tratado como "o jogo da vingança" dos campineiros, que levaram 2 a 1 em Campinas, em jogo que marcou a queda do técnico Sérgio Guedes.A rodada ainda terá Bahia x Criciúma, dois times em crises. Os baianos vêm de duas derrotas e estão com salários atrasados. Os catarinenses andam flertando com a zona do descenso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.