Badminton brasileiro inicia o Pan com seis vitórias e duas derrotas

O Brasil obteve seis vitórias e duas derrotas no primeiro dia de competições do badminton nos Jogos Pan-Americanos. Em plena evolução na modalidade, a confederação brasileira (CBBd) definiu como meta ganhar medalha em todas as cinco competições: chaves masculina e feminina de simples, e masculina, feminina e mista de duplas.

Estadão Conteúdo

11 de julho de 2015 | 20h37

Entre as mulheres, foram três vitórias e 100% de aproveitamento. A jovem Lohaynny Vicente, de apenas 19 anos, número 68 do ranking mundial, venceu Melissa Azcuy Perez, de Cuba, por 2 a 0 (21/10 e 21/9). Nas oitavas de final, domingo, é favorita contra a chilena Ting Ting Chou.

Sua irmã, Luana Vicente, fez 2 a 0 na chilena Camila Macaya (21/17 e 21/11) e agora vai enfrentar a norte-americana Iris Wang, uma das favoritas ao título. Já Fabiana Silva, 64.ª melhor do mundo, passou fácil por Priscille Tjitrodipo, do Suriname, também por 2 a 0 (21/5 e 21/4). Nas oitavas, joga contra a mexicana Mariana Ugalde.

No masculino, Daniel Paiola, melhor jogador do País, estreou ganhando do cubano Leodannis Martínez por 2 a 0 (21/16 e 21/17). Número 68 do mundo, joga contra o guatemalteco Rodolfo Ramírez. Ygor de Oliveira, de apenas 18 anos, é a grande revelação da modalidade e já entrou no top 100 do mundo. Em sua primeira partida nos Jogos Pan-Americanos, fez 2 a 1 (19/21, 21/8 e 21/12) no argentino Federico Diaz.

A única eliminação na chave masculina de simples foi de Alex Tjang, também Top 100 do mundo, que levou 2 a 0 do peruano Mario Cuba (21/14 e 21/13). Mais cedo, jogando com Lohaynny, ele havia avançado na chave de duplas mistas, com vitória sobre Humblers/Sotomayor Ovando, da Guatemala, por 2 a 0 (21/10 e 21/18). Nas oitavas, entretanto, eles enfrentam Shu/Lee, dupla dos EUA que é uma das favoritas à medalha.

A outra dupla mista do Brasil perdeu, no último jogo do dia. Hugo Arthuso e Fabiana Silva levaram 2 a 1 Muñoz/González, do México, com parciais de 21/16, 16/21 e 21/16, e foram eliminados.

Nas duplas masculinas, o Brasil joga com Daniel Paiola/Hugo Arthuso e Ygor Oliveira/Alex Tjong. Os dois times estreiam nas oitavas de final. Já no feminino Fabiana Silva/Paula Beatriz começa das oitavas, enquanto as irmãs Vicente partem das quartas de final e dependem de uma vitória, sobre Argentina ou República Dominicana, para garantir medalha. Tais disputas começam no domingo.

Em Guadalajara, há quatro anos, o Brasil ganhou apenas um bronze, com Daniel Paiola. O País nunca disputou os Jogos Olímpicos, mas em 2016 terá direito a um convite na chave masculina de simples e outro na feminina. Hoje, não precisaria do convite, porque Paiola e Fabiana estão na zona de classificação do ranking mundial. Nas duplas, vão ao Rio o melhor time do continente em cada disputa.

Tudo o que sabemos sobre:
Jogos Pan-Americanosbadminton

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.