Divulgação<br>
Divulgação

Banco Central lança moedas comemorativas para os Jogos do Rio

Nove modelos já foram criados, sendo uma de ouro e quatro de prata, para colecionadores, além de quatro para circulação comum

MARCIO DOLZAN, O Estado de S. Paulo

28 de novembro de 2014 | 13h25

O Banco Central lançou oficialmente nesta sexta-feira as primeiras moedas comemorativas dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio. Na etapa inicial do programa numismático, foram lançadas nove moedas - uma de ouro e quatro de prata, para colecionadores, além de outras quatro de circulação comum. Até 2016, outras 27 peças serão apresentadas.

A apresentação das moedas aconteceu em evento na sede do BC no centro do Rio, contando com a presença de autoridades dos três entes de governo, além do presidente do Comitê Organizador dos Jogos do Rio, Carlos Arthur Nuzman.

Nuzman destacou que moedas comemorativas dos Jogos Olímpicos existem desde a edição de Helsinque, em 1952. "Mas pela primeira vez há moedas que serão colocadas também no meio circulante", lembrou o dirigente.

Para o presidente do BC, Alexandre Tombini, as moedas servirão para marcar por muito tempo o evento que acontecerá em 2016 no Rio. "As moedas comemorativas dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos representam um registro perene de um momento histórico para o País, para a sociedade brasileira e para a cidade do Rio de Janeiro", disse. Ele afirmou ainda que "esse é o maior programa numismático já lançado no País".

A moeda de ouro homenageia o Cristo Redentor e a prova de 100 metros do atletismo, uma das mais esperadas na Olimpíada. Já as de prata fazem referência à cidade do Rio. E os esportes olímpicos e paralímpicos são os destaques das moedas de circulação comum (no valor de R$ 1 cada), que serão disponibilizadas na rede bancária - uma parte, porém, será vendida em embalagens especiais para coleção.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.