Bancos lideram premiação por incentivo ao esporte no Brasil

Lei de Incentivo teve investimento de R$ 229,2 milhões, um aumento de 8% em relação ao ano anterior; sudeste fica com 83% do dinheiro

DEMÉTRIO VECCHIOLI, Estadão Conteúdo

10 de dezembro de 2014 | 10h05

Bradesco e Itaú Unibanco foram os dois grandes vencedores da quinta edição do Prêmio Empresário Amigo do Esporte, promovido pelo ministério do Esporte para homenagear as empresas que mais investem no esporte no País. A cerimônia de entrega dos troféus aconteceu na noite de terça-feira, no Pinheiros, em São Paulo.

Para não deixar insatisfeito nenhum dos dois bancos que são os maiores financiadores da Lei de Incentivo ao Esporte, o ministério deu ao Bradesco o Prêmio "Maior Amigo do Esporte" (quem mais investiu), com o Itaú ganhando como "Melhor Amigo do Esporte" (pela com melhor distribuição dos investimentos pelas regiões brasileiras). A Petrobrás ficou atrás de ambos, em terceiro, nas duas premiações.

De acordo com o ministério do Esporte, a Lei de Incentivo ao Esporte recebeu investimento de R$ 229,2 milhões em 2013, o que representa um aumento de 8% em relação ao ano anterior, mas o dinheiro foi mal distribuído pelo País. A região Sudeste concentrou a enorme parte deste valor, captando 83% dos recursos, seguido pelo Sul (10%). Nordeste (3%), Centro-Oeste (2%) e Norte (2%) tiveram participação ínfima.

Nos últimos anos, Bradesco e Itaú têm tomado posturas diferentes no apoio ao esporte de alto rendimento. Enquanto o Bradesco é patrocinador oficial dos Jogos do Rio/2016 e apoia 10 modalidades olímpicas (basquete, judô, remo, rúgbi, vela, polo, natação, maratonas aquáticas, nado sincronizado e saltos ornamentais), o Itaú investiu no futebol, Sendo patrocinador da Copa do Mundo e da própria CBF (Confederação Brasileira de Futebol).

Na premiação do ministério, o Itaú ainda ganhou como "Melhor Amigo do Esporte de Rendimento" (seguido de Bradesco e BNDES), enquanto o Bradesco é o "Melhor Amigo do Esporte de Participação" (com Banco do Brasil e Volkswagen na sequência). A Petrobrás levou a melhor no prêmio para o esporte educacional.

"A Lei de Incentivo ao Esporte permite a integração, porque ela busca recursos privados, via mecanismo da renúncia fiscal, e se dirige para que os recursos sejam geridos para servirem a comunidade. Tudo na sociedade parte de uma ideia para viver uma experiência. E a experiência da Lei de Incentivo tem sido vitoriosa pelos números que vêm superando a cada ano e a diversidade de projetos" disse o ministro Aldo Rebelo.

O político cometeu uma gafe logo na abertura do seu discurso, parabenizando Etiene Medeiros pela primeira medalha olímpica da natação feminina, em referência ao título mundial da nadadora. Ao término na cerimônia, que contou com dirigentes de clubes, confederações, além de diversos empresários, foi homenageado pelo ex-jogador de futebol Vampeta, que, claro, lembrou das cambalhotas na rampa do Planalto após a Copa de 2002.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.