Bandeira brasileira em Salt Lake City

A bandeira brasileira foi hasteada, hoje, na Vila Olímpica de Salt Lake City, a cidade dos Mormons no Estado de Utah, Estados Unidos, onde o Brasil participará com a maior delegação da história - 11 atletas - da 19.ª edição dos Jogos Olímpicos de Inverno, a partir de sexta-feira. Hoje, chegaram à Vila da Universidade de Utah, que será a casa de mais de 3.500 atletas e oficiais, os últimos atletas da delegação brasileira - Cristiano Paes, Edson Bindilatti, Matheus Inocêncio e Rodrigo Paladino (reserva), que completam a equipe de bobsled, juntamente com o piloto Eric Maleson. Entre os atletas mais acostumados aos ritmos brasileiros, os integrantes do bobsled chegaram à Vila levando um cavaquinho, do baiano Edson Bindilatti, dois pandeiros e um atabaque, para os momentos de folga e um carnaval particular. Diferente da maioria dos praticantes dos esportes de inverno do Brasil, que vivem e treinam fora do País, os integrantes do bobsled, com exceção de Éric, que mora em Boston, nos Estados Unidos, são velocistas vindos do atletismo. "Há um ano fiz minha primeira prova justamente nessa pista olímpica de Sal Lake. É uma pista curta e muito veloz. Emoção é o que não vai faltar", afirma o paulista Cristiano Paes que, assim como os demais, foi selecionado por Éric a partir do ranking dos 100 metros rasos, 110 metros com barreiras e do decatlo, no site da internet da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt). "Eu precisava de atletas fortes e velozes", observou Éric - são eles que têm de dar impulso no carrinho do bobsled. A Cerimônia de Abertura dos Jogos de Inverno de Salt Lake será sexta-feira, no Estádio Olímpico de Rice-Eccles. Hoje, o dia foi cercado por uma polêmica com relação a esfarrapada bandeira norte-americana que estava no andar térreo do World Trade Center de Nova York nos atentados terroristas de setembro. O Comitê Olímpico dos Estados Unidos queria carregar a bandeira como um protesto dos atletas contra o terrorismo, mas o Comitê Olímpico Internacional não permitiu, dizendo que não poderia transformar uma cerimônia internacional em um ato político. A porta-bandeira da delegação brasileira será Mirella Arnhold, primeira atleta a se classificar para uma edição da Olimpíada de Inverno com base nos índices técnicos da Federação Internacional de Ski. A primeira prova dos brasileiros será na competição de luge, domingo e segunda-feira, no Parque Olímpico de Utah. Ricardo Raschini e Renato Mizoguchi são os brasileiros classificados para a prova. Esta é a primeira vez que o Brasil participa de um torneio olímpico de luge.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.