Barça paga R$ 43 mi para levar Keirrison

Transação rende ao Palmeiras R$ 3,4 milhões. Luxemburgo chia

Daniel Akstein Batista, O Estadao de S.Paulo

27 de junho de 2009 | 00h00

Keirrison não joga mais pelo Palmeiras. O Barcelona oficializou na manhã de ontem uma proposta pelo atacante, no valor de 16 milhões (R$ 43,6 milhões), mas ainda faltam detalhes, entre eles a forma de pagamento, para a negociação ser finalizada. O jogador não participou ontem do treino na Academia, viajou para Curitiba e está fora do clássico de amanhã contra o Santos, no Palestra Itália.Marcos Malaquias, um dos empresários do jogador, reuniu-se ontem com dirigentes do clube catalão para fechar o negócio. Há uma cláusula no contrato de Keirrison com o Palmeiras que o libera por um valor mais em conta caso a proposta venha do Barcelona - o time pelo qual ele tanto sonha jogar.Vanderlei Luxemburgo, defensor do futebol do jovem de 20 anos, irritou-se no modo como a negociação foi encaminhada. Ficou sabendo por um amigo e decretou: não trabalha mais com Keirrison, mesmo que a transferência falhe. "Ele não veio falar comigo, não apareceu para treinar", reclamou o treinador. "Eu segurei a onda dele (quando a torcida passou a vaiá-lo) e ele faltou com o respeito comigo e com seus companheiros. Se não acertar lá, não joga mais comigo."Luxemburgo tinha a promessa de J.Hawilla, o homem forte da Traffic, de que Keirrison ficaria no clube até o meio de 2010. Na quarta-feira, o jogador pediu para que a especulação sobre sua saída acabasse e afirmou que seguiria no clube até 2013. Não demorou muito tempo para ele mudar de ideia e a empresa de marketing esportivo conseguir um bom lucro.A Traffic detém 80% dos direitos federativos do atacante - os outros 20% são dos seus empresários. A empresa pagou R$ 8 milhões por ele e vai vendê-lo por cinco vezes a mais. Ao Palmeiras, caberá cerca de R$ 3,4 milhões, descontando os R$ 2 milhões que precisa devolver à Traffic pelo empréstimo que fez para contar com o atleta já no início do ano.Toninho Cecílio, gerente de futebol, confirmou a "proposta significativa" do Barça, mas negou o acordo final. "Eles estão acompanhando o Keirrison desde o ano passado, mas não está negociado ainda", disse. "Foi algo muito rápido."O destino de Keirrison, porém, nãodeve ser diretamente o Barcelona. O clube catalão deve emprestá-lo para outro time e, então, usá-lo como moeda de troca com o Valencia para ter o atacante espanhol David Villa.Assim como Luxemburgo, que considera prematura a transferência de Keirrison para a Europa, o experiente zagueiro Edmilson diz que ele "tem de se preparar mais, senão vai bater e voltar".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.