Barcelona adia candidatura para receber Jogos de Inverno

Representantes da cidade espanhola, no entanto, pensam em 2026

Agência Estado

25 de outubro de 2013 | 10h05

SÃO PAULO - Sede dos Jogos Olímpicos de Verão de 1992, quando passou por profunda transformação urbanística e se colocou como um dos principais destinos turísticos de praia e sol do mundo, Barcelona desistiu oficialmente de receber a Olimpíada de Inverno de 2022, segundo anunciou nesta sexta-feira o prefeito da cidade, Xavier Trias. Isso não significa, porém, que Barcelona desistirá da ideia de receber a Olimpíada de Inverno. Segundo comunicado emitido pela prefeitura local nesta sexta, a capital da Catalunha não participará das eleições para 2022 porque a chance de vitória é inexistente e por isso a cidade concentrará os esforços para uma campanha vencedora em 2026.

Cidade litorânea, na costa do Mediterrâneo, Barcelona não tem os atributos para receber uma Olimpíada de Inverno. Assim, a sugestão é levar as provas de montanha para os Pirineus, conjunto de montanhas que separa a Península Ibérica da França e que fica mais perto de Andorra do que propriamente de Barcelona. A decisão de só participar do próximo pleito se dá porque o prazo para apresentar uma candidatura para 2022 se encerra no próximo dia 14 de novembro e Barcelona teria que correr contra o tempo. Neste intervalo, o Comitê Olímpico Espanhol teria que aprovar a candidatura, algo difícil depois da frustração que foi Madrid perder os Jogos de Verão de 2020 para Tóquio.

"Nós temos um longo caminho a percorrer. Barcelona é uma conhecida capital associada aos esportes, mas não está ligada à percepção de uma cidade de gelo e neve. Nos próximos anos, teremos que explicar para o mundo que nós temos os Pirineus e resorts de esqui a uma hora e meia das nossas praias", comentou o prefeito da cidade.

As duas últimas Olimpíadas de Inverno, em Turim (2006) e Vancouver (2010), foram realizadas em cidades que não têm montanhas para a prática de esportes de neve e que levaram essas competições a locais próximos, assim como pretende Barcelona. Por enquanto, a única cidade que apresentou candidatura para os Jogos de Inverno de 2022 foi Almaty, capital do Casaquistão. Até o meio do próximo mês, o Comitê Olímpico Internacional espera receber mais ofertas. São esperadas candidaturas de Munique (Alemanha), Oslo (Noruega), de uma cidade ucraniana ainda não escolhida e de uma parceria Polônia/Eslováquia. A escolha será em 2015.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.