Gustau Nacarino/Reuters
Gustau Nacarino/Reuters

Barcelona faz oito no Osasuna e se recupera

Messi comanda o show de bola e marca três gols no Camp Nou. Líder do Espanhol é o Valencia, que venceu o Gijón

, O Estado de S.Paulo

18 de setembro de 2011 | 00h00

BARCELONA

O adversário era fraco, é verdade. Mas o Barcelona não teve pena e se recuperou dos maus resultados nas duas últimas partidas ao golear o Osasuna por 8 a 0, ontem, pelo Campeonato Espanhol. O massacre teve direito a três gols de Messi e show de bola no Camp Nou. O Barça passou a somar 7 pontos e coloca pressão no Real Madrid, que tem seis e visita hoje o Levante.

Com os gols marcados ontem, Messi passou a dividir a liderança da artilharia com Roberto Soldado, que fez o único gol do Valencia na vitória por 1 a 0 sobre o Sporting, em Gijón. Ambos marcaram cinco gols em três partidas. O Valencia mantém a liderança e desempenho 100%, com nove pontos em três jogos.

O Barcelona vinha de empates por 2 a 2 com o Milan, pela Copa dos Campeões, e com o Real Sociedad, pelo Espanhol. Mas duas partidas a defesa deixou a desejar. Mas, no jogo de ontem a zaga se comportou à altura da expectativa da torcida catalã, o que liberou Messi, Fábregas e companhia para desenvolverem seu melhor futebol.

A presença do capitão Puyol colaborou também para o bom funcionamento da defesa. O zagueiro foi ovacionado pelo público antes de o jogo começar. "Acho que atuamos muito bem. Fizemos uma partida perfeita, com muitas chances de gol criadas", disse o meio-campista Busquets. "É bem verdade que vínhamos de dois de empates e ninguém estava satisfeito. Por isso essa vitória foi especial."

No primeiro tempo o Barcelona já vencia por 5 a 0, com dois gols de Messi. Fábregas, Villa e Roversio (contra) completaram o placar inicial. Na segunda etapa, com o Osasuna desmoralizado, o Barça colocou o adversário na roda e ainda fez mais três gols. Messi marcou mais um e Xavi e Villa fecharam a goleada histórica. Na temporada passada, o time catalão também fez 8 a 0 em um figurante, o Almería. A maior goleada da história do time no Espanhol aconteceu na temporada 1949/50: 10 a 1 no Gimnastic.

O líder. Sem golear ninguém nem fazer alarde, o Valencia se mantém na frente depois da magra vitória sobre o Sporting Gijón: 1 a 0. O Granada conseguiu sua primeira vitória em 35 anos no Espanhol ao fazer 1 a 0 no Villarreal, mesmo placar da vitória do Málaga sobre o Mallorca e da do Sevilla sobre o Real Sociedad.

Hoje, o Real Madrid tem o desafio de no mínimo vencer o Levante no campo do adversário. O português Cristiano Ronaldo, que já marcou quatro gols, é dúvida, mas o brasileiro Kaká pode jogar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.