Andreu Dalmau/EFE
Andreu Dalmau/EFE

Barcelona não deve ter problemas com Spartak

Nem a ausência de Alba, Iniesta e Puyol diminui o embalo do time catalão, que soma 4 vitórias seguidas pelo Espanhol

O Estado de S.Paulo

19 de setembro de 2012 | 03h06

BARCELONA - Apesar dos desfalques de peso que terá contra o Spartak Moscou, hoje, no Camp Nou, o Barcelona não deve enfrentar grandes dificuldades para estrear com vitória na Copa dos Campeões. Em grande fase, o time catalão é favoritíssimo contra os russos.

O técnico Tito Vilanova não terá o meia Iniesta, o zagueiro Carles Puyol (machucados) e o lateral Jordi Alba (gripado). O atacante Alexis Sánchez, em fase final de tratamento de uma lesão muscular na perna esquerda, voltou ontem aos treinos, mas ainda é dúvida.

O Barça vem embalado pelas quatro vitórias seguidas que conseguiu no início do Campeonato Espanhol e que o fizeram abrir oito pontos de vantagem para o arquirrival Real Madrid (12 a 4). Mas para não ser surpreendido pelo Spartak, Vilanova tratou, ontem, de conter a euforia dos torcedores. "Essa é uma situação momentânea até que alguém nos derrote", justificou.

Outro favorito ao título que estreia hoje é o Bayern de Munique, que recebe o Valencia. Assim como o Barça, o atual vice-campeão não poderá contar com jogadores de peso. São os casos de Mario Gomez, Lukas Raeder, Diego Contento e David Alaba, todos machucados. Em compensação, voltam à equipe o francês Ribery e o holandês Robben, pilares do sistema ofensivo.

Em Old Trafford, o Manchester United encara o Galatasaray a fim de estrear bem para apagar o vexame da temporada passada, quando foi eliminado ainda na primeira fase. Sem Wayne Rooney, machucado, a aposta de gols reside em Robie van Persie. Contratado do Arsenal, o atacante já marcou quatro vezes pelo novo clube.

Duelo de gigantes. O Chelsea inicia a defesa do seu título, hoje, contra a Juventus, em Stamford Bridge. O time londrino terá força máxima e a torcida promete uma bonita festa. O técnico Roberto Di Matteo, porém, fez questão de ressaltar que o clima festivo deve ficar restrito às arquibancadas. "Todos ficaram satisfeitos por finalmente termos trazido o troféu para Stamford Bridge, mas isso agora faz parte do passado. Conseguimos o título, mas agora temos de pensar no futuro", disse.

A Juve emplacou três vitórias nos três primeiros jogos do Campeonato Italiano e espera manter a boa forma no Copa dos Campeões. O jogo de hoje marcará o retorno da equipe à principal competição do continente depois de ter ficado de fora nas duas últimas temporadas.

"Disputar esse torneio é um sonho que transformamos em realidade", disse o zagueiro Leonardo Bonucci. Machucados, Simone Padoin e Simone Pepe desfalcam a equipe.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.