Barco alemão vence Volvo Ocean Race

Foi com muita festa que o barco alemão Illbruck foi recebido por uma multidão de pessoas e barcos que lotaram o Kieler Fiorde, em Kiel, Alemanha na vitória da Volvo Ocean Race. A embarcacão garantiu o resultado ao ficar em segundo lugar na última etapa da competicao, entre as cidades de Gotemburgo, na Suécia, e Kiel, na Alemanha, atrás da tripulacão do barco norueguês Djuice, que foi o primeiro colocado. "Esta chegada foi muito emocionante por causa da recepcão que recebemos da torcida, uma vez que o barco é alemão", disse o comandante do barco John Kostecki, americano de nascimento.Foram quase nove meses de disputa em uma regata oceânica de volta ao mundo que reservou aos participantes 58.860 quilômetros de muitas aventuras, que incluíram uma passagem pelo Rio durante o Carnaval. No final, o Illbruck somou 61 pontos na contagem geral contra 55 dos suecos do Assa Abloy, que ficaram em segundo. O barco ítalo-finlandês Amer Sports One ficou em terceiro lugar com 44 pontos. A nona e última etapa foi emocionante porque envolveu a torcida dos dois candidatos à vitória. Para garantir o troféu de vencedor, a tripulacão do Illbruck precisava garantir pelo menos o sexto lugar enquanto a do Assa Abloy necessitava ganhar e torcer para que o adversário não ficasse entre os seis primeiros. Mesmo largando em sua área de treino, os suecos não conseguiram um bom início de regata, o que acabou praticamente com todas as chances de ganhar a disputa. O Illbruck acabou saindo na frente, mas depois foi superado pelo Djuice, que navegou com três tripulantes a menos e completou os 450 quilômetros em 1dia 3h42min30. "Foi uma regata bastante difícil por causa da falta de vento", comentou Kostecki. "Nossa tática era acompanhar o Assa Abloy e não deixar ele escapar. Depois disso fizemos o melhor que pudemos", complementou o comandante, que navegou sob a pressão de ter liderado quase toda a Volvo Ocean Race. Completada a regata de volta ao mundo, o americano diz não ter tido um momento para destacar entre os vividos durante os nove meses. "Toda a regata foi muito especial e quero guardar na memória absolutamente todos os momentos." A chegada do Illbruck foi apoteótica, centenas de barcos receberam o vencedor da Volvo Ocean Race e seguiram em caravana até o pier. Para satisfazer os milhares de torcedores alemães, a equipe improvisou uma "volta olímpica" percorrendo toda a área do Kieler Fiorede sob aplausos. Ao fundo, um toque brasileiro: um grupo de música afro-brasileira, composto quase todo por alemães, promoveu uma batucada no estilo baiano vestido á caráter para recepcionar os vencedores. Aposta - Apesar de ter ficado no último lugar na contagem geral de pontos (16), o barco ítalo-finlandês Amer Sports Too, tripulado apenas por mulheres, era esperado com grande ansiedade. Tudo porque o comandante do Amer Sports One, o neo-zelandês Grant Dalton, havia prometido desfilar nu com um abacaxi entre as pernas se a equipe feminina vencesse a sua em qualquer das etapas. Ele escapou de ter de pagar a aposta por apenas 1min20, tempo de vantagem considerada mínima dentro do iatismo oceânico. Na contagem geral os outros resultados foram os seguintes: Tyco ficou em quarto lugar (42), Team News Corp em quinto (41), Djuice em sexto (33) e SEB em sétimo (32).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.