Barco argentino fatura etapa da Mitsubishi Cup

Fortes ventos impedem a realização da regata em Búzios e resultados de sábado confirmam vitória da embarcação Negra

, O Estado de S.Paulo

15 de agosto de 2011 | 00h00

RIO

Na segunda etapa da Mitsubishi Sailing Cup, a raia de Búzios mostrou toda sua personalidade. Depois de ventos nulos atrasarem o início da última regata da competição, o tempo virou e fortes ventos de cerca de 30 nós (60 km/h) impediram a realização da prova. Com isso, os resultados apurados até sábado prevaleceram e o barco argentino Negra, de tripulação uruguaia, foi o grande campeão da classe S40, considerada a Fórmula 1 das águas.

Em segundo lugar ficou o chileno Pisco Sour, do comandante Bernardo Matte, seguido pelo argentino Patagonia.

A terceira etapa da Mitsubishi Sailing Cup vai ser realizada na capital carioca a partir de 1.º de setembro e Negra lidera a classificação geral, depois de vencer também a 1.ª etapa, em Ilhabela (SP). O barco argentino comandado por Nicolas Gonzalez é o atual campeão da competição.

"Nunca havia navegado aqui em Búzios e posso dizer que é um dos melhores campos de regata do mundo. Muito aberto, com ventos muito bons. Para mim, velejar aqui na América do Sul em tão alto nível é como realizar um sonho", declarou Guillermo Parada, tático do vice-campeão Pisco Sour.

A classe HPE25 tem se mostrado mais competitiva. A briga entre os barcos Match Point e Ginga tem levado emoção à classe. Com os resultados de sábado confirmados, Ginga foi o campeão da etapa, de Breno Chvaicer, com o Match Point, de Hugo del Priore, como vice-campeão, e o Aventura, de José Vita , em terceiro.

"Fiquei muito feliz de velejar aqui. Para nós foi ótimo porque estamos agora a um ponto apenas da liderança e vamos com tudo na etapa do Rio", comemorou Chvaicer. Match Point segue na ponta da HPE25 após as duas etapas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.