Brian Carlin/Volvo Ocean Race
Brian Carlin/Volvo Ocean Race

Barco das Nações Unidas confirma 4º lugar na etapa de Itajaí da Volvo Ocean Race

Veleiro completou o percurso de 7.600 milhas náuticas em 20 dias, 3 horas e 12 minutos

Estadão Conteúdo

07 de abril de 2018 | 15h14

O barco das Nações Unidas, Turn The Tide On Plastic, chegou em Itajaí, no litoral de Santa Catarina, na madrugada deste sábado e confirmou a quarta colocação na sétima etapa da Volvo Ocean Race, a regata de volta ao mundo.

+ Tudo sobre esportes

+ Por falta de vento, velejadores fazem racionamento de comida na Volvo Ocean Race

+ Veleiro de Martine Grael chega em Itajaí e confirma 3º lugar na Volvo Ocean Race

O veleiro completou o percurso de 7.600 milhas náuticas em 20 dias, 3 horas e 12 minutos. "Foi muito legal ver muita gente essa hora da madrugada nos recebendo e nos aplaudindo. Agora vamos descansar e aproveitar a hospitalidade de Itajaí", disse a comandante britânica Dee Caffari.

A etapa teve pontuação dobrada e foi considerada uma das mais complicadas dos últimos anos. "Foi muito difícil, com ventos fortes e condições complicadas. Também ficamos bastante abalados com a perda de um amigo (John Fisher)", complementou Caffari.

A britânica se referiu ao velejador que competia pela equipe chinesa do Sun Hung Kai/Scallywag e morreu durante a disputa ao cair no mar. A equipe Turn The Tide... também enfrentou problemas durante o trajeto em sua vela principal.

A sétima etapa da Volvo Ocean Race foi vencida na última terça-feira pelos holandeses do Team Brunel, com 15 minutos de vantagem para o vice, os chineses do Dongfeng Race Team. A equipe AkzoNobel, da brasileira Martine Grael, chegou na quinta-feira em Itajaí e ficou em terceiro lugar.

Ainda falta um veleiro completar o percurso. O barco espanhol da Mapfre tem previsão de chegada neste domingo, após também enfrentar problemas em suas velas durante a etapa.

O Sun Hung Kai/Scallywag partiu do Chile na quinta-feira após ter abandonado esta perna da competição por conta da morte de um de seus velejadores. A equipe de nacionalidade dividida entre norte-americanos e dinamarqueses, o Vestas 11th Hour Racing, também abandonou o percursos após a perda do mastro.

Tudo o que sabemos sobre:
VelaVela

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.