Bobby Yip/Reuters
Bobby Yip/Reuters

AO VIVO

Confira tudo sobre a Copa do Mundo da Rússia 24 horas por dia

Barco de Martine Grael cai para sexto lugar na oitava etapa da Volvo Ocean Race

Os últimos dois dias prometem uma disputa acirrada entre as cinco primeiras posições, que estão a apenas 36 milhas náuticas de distância

Estadão Conteúdo

06 Maio 2018 | 16h34

O barco de Martine Grael perdeu uma posição neste sábado e caiu para a sexta colocação no antepenúltimo dia de disputas da oitava etapa da Volvo Ocean Race. O veleiro holandês Akzonobel, que a brasileira faz parte, agora está em sexto lugar.

+ Leia mais notícias sobre vela

+ Barco de Martine ganha uma posição e ocupa o quinto lugar na Volvo Ocean Race

+ A cinco dias do fim da 8ª etapa, barco holandês mantém ponta da Volvo Ocean Race

A quinta colocação agora pertence ao barco espanhol da Mapfre, que abriu 36,6 milhas náuticas (27 quilômetros) de distância. Na disputa pelas primeiras colocações, o veleiro holandês Team Brunel conseguiu conter a chegada dos chineses do Dongfeng Race, que vinham encurtando a distância nos últimos dias.

"A perda em comparação com o Dongfeng parou", escreveu o holandês Bouwe Bekking, do Brunel. "O mais perto que chegaram a nós a distância de 2,6 milhas náuticas. Nós tínhamos o plano de não combinar com os ângulos deles. Eles navegaram mais alto e mais rápido, além de ter uma brisa melhor", explicou.

O Team Brunel está a 554,2 milhas náuticas de chegar a Newport, nos Estados Unidos, o ponto final da oitava etapa, nove milhas náuticas à frente dos chineses. Em terceiro lugar aparecer os norte-americanos/dinamarqueses do Vestas 11TH Hour Racing e o barco da ONU, o Turn The Tide On Plastic aparece em quarto. Os chineses do Sun Hung Kai/Asallywag estão em último.

Os últimos dois dias prometem uma disputa acirrada entre os cinco primeiros barcos, que estão a apenas 36 milhas náuticas de distância uns dos outros. A previsão de chegada é para a manhã de terça-feira.

A oitava etapa da Volvo Ocean Race teve largada em Itajaí, no litoral de Santa Catarina, e tem trajeto total de 5.700 mil milhas náuticas. A liderança na classificação geral pertence ao Dongfeng, com um ponto de vantagem sobre a Mapfre. Depois de Newport, os veleiros partem para Cardiff (Reino Unido), Gotemburgo (Suécia) e fecham a temporada em Haia (Holanda).

Mais conteúdo sobre:
Vela Martine Grael Vela

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.