Barcos da Ocean Race lutam para 'manter o peso'

Ericsson 4, do brasileiro Torben Grael, continua na primeira colocação da competição

EFE,

29 de dezembro de 2008 | 16h00

As estritas regras da Volvo Ocean Race obrigarão que as embarcações que participam desta competição sejam pesadas novamente em Cingapura antes da largada da quarta etapa da prova para comprovar que não superam o máximo de 14 toneladas permitidas pelo regulamento.Todos os navios foram tirados da água. As equipes de terra estão trabalhando freneticamente para calcular se os consertos efetuadas nas embarcações após 15.000 milhas náuticas (27.800 Km) fizeram ultrapassar o limite de peso autorizado.As oito embarcações participantes já foram pesadas em Alicante no princípio da prova. Antes da largada da quarta etapa, entre Cingapura e Qingdao (China), todos passarão novamente pela balança nos estaleiros de Pasir Panjang.O neozelandês Campbell Field, chefe da equipe de terra dos dois navios Telefónica, afirmou que "todos os navios, com exceção do Telefónica Blue, devem estar agora acima do limite máximo de peso fixado pelo regulamento""Agora estão todos fora de água, para secá-los e para que não tenham umidade e torná-los o mais leve possível", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
Volvo Ocean RaceTorben Grael

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.