Barreirista terá apoio de São José

O barreirista Matheus Inocêncio, de 23 anos, chegou a desfilar em Patrocínio Paulista, onde nasceu e viveu até os 18, na campanha do prefeito Henrique Lopes, após sua volta da Olimpíada de Atenas - foi 5º colocado nos 110 metros com barreiras. O prefeito não se reelegeu e Matheus foi dispensado, antes mesmo da troca de governo. Agora tem novo patrocínio, de São José dos Campos, que está investindo em esportes, através da Fadenp, uma fundação municipal.Além de uma equipe de ponta no ciclismo, a Fadenp tem os nadadores Fabíola Molina e Diogo Yabe e Matheus que estava sem clube, treinando com os recursos dos programas de atletismo patrocinados pela Caixa Econômica Federal, através da Confederação Brasileira.A prioridade de Matheus na temporada é disputar o Mundial de Helsinque, na Finlândia, de 5 a 14 de agosto. O barreirista já tem o índice A, o seu tempo (13s33) da final olímpica de Atenas, em 2004. Tem de obter, pelo menos uma vez esse ano, o índice B (13s62), até o Troféu Brasil, em junho. Integrarão o Brasil no Mundial, o primeiro do ranking, o campeão e vice do Troféu Brasil em cada prova. "A barreira é uma prova muito disputada no País. Em 2004, eram quatro atletas brigando por três vagas. O objetivo é buscar um resultado bom para chegar ao Troféu sem sufoco", afirma Lima.

Agencia Estado,

22 de fevereiro de 2005 | 20h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.