Basquete: Lilian é cortada; seleção viaja

A ala Lilian foi excluída pelo técnico da seleção brasileira feminina de basquete, Antonio Carlos Barbosa, da delegação que embarca neste domingo para a disputa do Torneio Pré- Olímpico das Américas, em Culiacán, no México, de quarta- feira a domingo. O corte precisou ser realizado porque a equipe, que encerrou sua preparação neste sábado no Rio, estava treinando com 13 atletas e somente doze podem ser inscritas. "Foram dois os motivos para o corte da Lilian: a avaliação durante toda a fase de preparação e uma opção tática", disse Barbosa, que argumentou ter mais cinco atletas (Janeth, Iziane, Micaela, Leila e Helen) que podem desempenhar a função de Lilian. "Era ela ou a Vivian, que apresentou melhor performance nos treinos e por isso permaneceu." Apesar do clima "tenso" pela expectativa do corte, só revelado após o treino, durante a última movimentação realizada por Barbosa no Ginásio do Botafogo, na zona sul, as atleta procuraram aparentar descontração.Durante quatro meses, o time se preparaou intensamente para a disputa do Pré-Olímpico que dará ao seu campeão um lugar nos Jogos de Atenas, em 2004." Essa última fase de treinamentos foi importante para acertarmos os detalhes. A entrada da Janeth e da Helen deram mais força ao time e o nosso desempenho já evoluiu", disse a pivô Cíntia Tuiú, de 28 anos.Tanto Janeth quanto Helen, por atuar nos Estados Unidos, no Houston Comets e Washington Mystics, da WNBA, respectivamente, somente se apresentaram à seleção nos últimos 15 dias.Com o corte de Lilian, a seleção que tentará a classificação para Atenas é formada pelas armadoras Adrianinha, Jacqueline e Helen, as pivôs Alessandra, Cíntia Tuiú, Érika, Kelly e Leila, além das alas Janeth, Micaela e Iziane, e a ala/armadora Vivian. De acordo com Barbosa, uma equipe com "grandes qualidades" técnicas e uma das melhores já reunidas pelo Brasil nos últimos anos.A estréia da seleção acontece no Pré-Olímpico acontece na rodada de abertura, quarta-feira, contra o Chile, pelo grupo A. No dia seguinte, o Brasil enfrenta o México e folga na sexta-feira. A semifinal, reunindo as duas melhores da chave A e B, acontece no sábado e a final no domingo. As atletas brasileiras foram unânimes em afirmar que Cuba e Canadá, que estão no Grupo B ao lado de República Dominicana e Argentina, também são favoritas ao título.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.