Reprodução/WSL
Reprodução/WSL

Bateria de Medina e Fanning é interrompida por nova aparição de tubarão em Jeffreys Bay

Surfistas precisaram ser rebocados por barcos para evitar possíveis ataques

O Estado de S.Paulo

19 de julho de 2017 | 10h30

A bateria que classificou Gabriel Medina para as semifinais da etapa de Jeffreys Bay do Circuito Mundial de Surfe, nesta quarta, precisou ser paralizada por causa de uma nova aparição de tubarão nas águas sul-africanas.

Ele e Mick Fanning precisaram ser rebocados por barcos para evitar possíveis ataques. De acordo com a organização, o animal estava apenas de passagem pelo local e a bateria pôde ser retomada logo na sequência.

Na terça-feira, durante a bateria do também brasileiro Filipe Toledo, outro alerta foi emitido, indicando que tubarões estavam se aproximando da área onde os surfistas competiam. 

Em 2015, Fanning precisou se defender para evitar um ataque de tubarão nas águas de Jeffreys Bay. Desde então, a organização do campeonato vem apostando na tecnologia para evitar novos incidentes e evitar que os surfistas corram novos riscos.

Veja as imagens da WSL que mostram o tubarão nas águas de Jeffreys Bay:

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.