Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Batido por Lochte, Phelps minimiza performance discreta

Maior medalhista olímpico da história nada cinco décimos mais lento do que o compatriota, mas mostra satisfação com resultado obtido

Estadão Conteúdo

11 de agosto de 2014 | 11h09

De volta às piscinas neste ano após ter interrompido a sua aposentadoria iniciada logo após o término da Olimpíada de Londres, em 2012, Michael Phelps fechou de forma discreta a sua participação no Campeonato Nacional de Natação dos Estados Unidos, em Irvine, no final da noite deste domingo. Maior medalhista olímpico da história, com 18 ouros, duas pratas e dois bronzes, o astro acabou sendo superado por Ryan Lochte nos 200 metros medley no dia final de disputas da competição.

Com o tempo de 1min56s55, Phelps ficou em segundo lugar, enquanto Lochte conquistou o ouro ao cravar 1min56s50, a segunda melhor marca do ano nesta prova. Recordista mundial dos 200m medley, Lochte assim bateu novamente o poderoso rival, que é dono de três ouros olímpicos justamente nesta prova. Bem atrás da dupla de estrelas, Tyler Clary, com 1min57s94, fechou o pódio desta disputa.

Para Phelps, a derrota com essa pequena vantagem diante do seu compatriota foi o fim de uma performance abaixo do esperado nesta competição realizada em seu país, no qual anteriormente conquistou uma outra medalha de prata nos 100 metros borboleta, além de um sexto e um sétimo lugares respectivamente nos 100m costas e 100m livre.

"Este ano tem sido de altos e baixos, mas estou feliz porque eu busquei uma vitória sabendo que realmente fiz todo o trabalho que eu queria fazer", afirmou Phelps, minimizando o peso do desempenho discreto.

Ele ao menos ficou satisfeito com o fato de que os seus dois pódios na competição garantiram vaga nas provas dos 200 metros medley e dos 100 metros borboleta do Pan-Pacífico, competição mais importante da temporada, que será realizada entre os próximos dias 21 a 25, em Gold Coast, na Austrália. "Foi uma semana de aprendizado. Eu conversei com meu técnico, é como se eu estivesse gostando de nadar mais as provas de 100 metros do que as de 200, o que nunca aconteceu comigo", destacou.

Para Phelps, porém, a derrota para Lochte foi doída também pelo fato de que o rival vinha se recuperando de uma cirurgia no joelho, que limitou os seus treinamentos para o Campeonato Nacional de Natação dos Estados Unidos. Esse foi o primeiro ouro do atleta nesta edição da competição, na qual ele ficou em segundo lugar nos 100 metros livre e em terceiro nos 200 metros costas.

Na outras provas que fecharam a competição em solo norte-americano, Anthony Ervin ficou com o ouro nos 50 metros livre ao cravar 21s55, deixando Nathan Adrian (21s69) e Cullen Jones (21s83) respectivamente em segundo e terceiro lugares. Já nos 800 metros livre, o primeiro lugar foi conquistado por Michael McBroom (7min49s66), enquanto a prata foi para Matt McLean (7min55s78) e o bronze para Michael Klueh (7min58s13).

Nas provas femininas do domingo, Simone Manuel levou a medalha dourada nos 50 metros livre ao cronometrar 24s56. Ivy Martin (24s72) e Madeline Locus (24s81) completaram o pódio. Nos 1.500 metros livre, o ouro foi obtido por Katy Campbell (16min17s59), seguida por Danielle Valley (16min19s83) e Lindsay Vrooman (16min22s83). Já nos 200 metros medley quem subiu no topo do pódio foi Melanie Margalis, com o tempo de 2min10s20, enquanto Maya DiRado (2min10s57) e Caitlin Leverenz (2min11s05) ficaram respectivamente com a prata e o bronze.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.