Michael Dalder/Reuters
Michael Dalder/Reuters

Bayern de Munique pode garantir o título do Alemão neste sábado

Time de Munique tem 20 pontos a mais do que o Borussia Dortmund e faltam apenas oito rodadas

MUNIQUE, O Estado de S.Paulo

30 de março de 2013 | 02h05

MUNIQUE - O mês de março ainda não terminou e a Europa já pode conhecer neste sábado o campeão de um de seus principais campeonatos nacionais. Com 20 pontos de vantagem sobre o vice-líder Borussia Dortmund, o Bayern de Munique garantirá o título se ao final da rodada tiver aumentado a diferença para 22 pontos - haverá apenas mais 21 em disputa.

O líder entrará em campo sabendo se poderá decidir o campeonato hoje. Se o Borussia Dortmund, que abre o dia jogando fora de casa contra o Stuttgart (12º colocado), não ganhar, o Bayern será campeão se derrotar o Hamburgo em Munique. Caso termine o dia com 21 pontos de frente, o time só perderá o título se não pontuar nas sete rodadas finais, o Borussia ganhar todos os jogos e ainda descontar uma desvantagem de 29 gols no saldo.

Nunca na história da Bundesliga, que foi criada em 1963, um time liquidou o campeonato com sete rodadas de antecedência. Se isso acontecer, o Bayern irá para os jogos das quartas de final da Copa dos Campeões contra a Juventus (o primeiro será terça-feira na Alemanha, e o da volta está marcado para o dia 10 em Turim) sem precisar dividir sua atenção com o campeonato nacional.

A vontade de ganhar a competição europeia para compensar a decepção da temporada passada - quando perdeu a final em casa para o Chelsea nos pênaltis - é tamanha que o técnico Jupp Heynckes já avisou que a festa será bem curta se o time for campeão hoje.

"Temos um jogo muito importante contra a Juventus terça-feira e não podemos nos desconcentrar com celebrações."

O presidente Karl-Heinz Rummenigge reforçou o discurso do treinador. "Se formos campeões não vamos ter nem um jantar para comemorar. Os jogadores vão para casa dormir cedo, porque domingo já começaremos nossa preparação para enfrentar a Juventus."

O Bayern veio para esta temporada com muito apetite para ganhar tudo o que disputasse. Além da decepção causada pela derrota para o Chelsea - num jogo em que vencia por 1 a 0 até os 43 minutos do segundo tempo -, na Alemanha o time estava virando freguês do Borussia Dortmund. Viu o rival ganhar os campeonatos de 2010/2011 e 2011/2012 e levou uma goleada por 5 a 2 na final da última Copa da Alemanha. Agora a situação é bem diferente. Além de liderar a Bundesliga com a maior vantagem da história, eliminou o Borussia Dortmund nas quartas de final da Copa da Alemanha.

Conquistar a tríplice coroa (Campeonato Alemão, Copa da Alemanha e Copa dos Campeões) seria a despedida perfeita para Jupp Heynckes, que deixará o clube ao final da temporada para dar lugar a Pep Guardiola. Aos 67 anos, pode ser a sua última chance de ganhar o título europeu mais uma vez (foi campeão na temporada 97/98 com o Real Madrid, batendo a Juventus por 1 a 0 na final disputada em Amsterdã).

Cautela. Heynckes montou um time que está jogando por música, com números impressionantes (ver quadro acima). Mesmo assim, não canta vitória para a partida de hoje.

"O Hamburgo é uma equipe imprevisível. Quando está num bom dia, é capaz de jogar um futebol magnífico."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.