CBDA
CBDA

Beatriz Dizotti quebra recorde brasileiro no Mundial de Esportes Aquáticos

Nos 1.500m livres, Bia termina na sexta colocação e Viviane Jungblut fica no sétimo lugar

Redação, O Estado de S.Paulo

20 de junho de 2022 | 20h03

Em dia de final dos 1500 m livres nesta segunda-feira, pelo Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos, Beatriz Dizotti conseguiu a quebra do recorde brasileiro pela segunda vez. A prova teve ainda uma outra marca especial, pois foi a primeira vez que duas brasileiras participaram juntas de uma final nesta competição. Bia fez o sexto melhor tempo, enquanto Viviane Jungblut terminou no sétimo posto.

Bia Dizotti deu mostras de que faria diferença no torneio já no domingo. Ela caiu na água pelas eliminatórias e fez o tempo de 16min08s35. O que seria o melhor tempo brasileiro nos 1500 livres caiu por terra nesta segunda pois ela imprimiu um ritmo ainda mais forte e cravou 16min05s25. Viviane terminou a final logo atrás com 16min13s89.

O feito deixou a brasileira em estado de graça. "A ficha ainda não caiu direito. É um mix de emoções dentro de mim, mas a certeza que eu tenho é que estou muito feliz. Esse resultado foi fruto de muito trabalho. Foram três semanas de altitude, muito treino. Agora é querer mais e mais", afirmou Bia.

O primeiro lugar dos 1500 m ficou com a americana Kate Ledecky. Ela confirmou o favoritismo e venceu a prova com o tempo de 15min30s15.

A segunda-feira também foi especial para Felipe França, que está de volta a uma final de Campeonato Mundial. Campeão dos 100 m peito em 2011, ele entra na disputa por pódio nesta terça-feira nos 50 m peito. Ele fez o oitavo tempo (27s20). A decisão acontece às 13h (horário de Brasília) desta terça-feira.

Já o brasileiro João Gomes, um dos favoritos na prova, chegou em segundo lugar na eliminatória, mas acabou desclassificado por conta de uma 'golfinhada' (pernada ilegal).

Mais um brasileiro entra na briga por medalha nesta terça. Guilherme Costa briga por medalha nos 800 m livre ao fazer o tempo de 7min46s90.

No polo aquático, a seleção feminina do Brasil perdeu na estreia do Mundial. A equipe comandada por Frank Diaz caiu diante da Nova Zelândia por 12 a 8. O Brasil volta à piscina nesta quarta, às 14h30 (horário de Brasília) e terá pela frente o Casaquistão e encerra a sua participação contra as australianas. A tendência é que a delegação brasileira termine em último lugar.

Já a equipe masculina faz a sua estreia no polo aquático, nesta terça-feira, às 14h30, quando terá pela frente a Geórgia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.