Bellucci erra demais e cai em Paris

Brasileiro deixa Roland Garros ao perder para o francês Richard Gasquet por 3 a 1 e deve perder posições no ranking

, O Estado de S.Paulo

28 de maio de 2011 | 00h00

Acabou o sonho de Thomaz Bellucci no torneio de Roland Garros, em Paris. O brasileiro lutou bastante, mas não mostrou ontem o mesmo desempenho dos jogos anteriores, teve problemas físicos e acabou derrotado pelo francês Richard Gasquet por 3 sets a 1 (6/2, 6/3, 3/6 e 6/3).

Com o resultado, o Brasil já não tem mais representantes nas disputas de simples do Grand Slam francês. Bellucci, atual 25.º no ranking da Associação de Tenistas Profissionais (ATP), sai do evento no prejuízo. Por não ter repetido o desempenho do ano passado, quando chegou às oitavas de final, perderá pontos - e possivelmente posições - no ranking mundial.

"Gasquet começou pagando para ver, esperando eu errar e acabei errando muito mais que o normal, principalmente nos dois primeiros sets", admitiu o brasileiro, que cometeu 41 erros não forçados contra 29 do francês em toda a partida.

Bellucci, que também sofreu com uma bolha no pé, reconheceu suas dificuldades. "Não consegui ser agressivo, como tinha de jogar", disse. "Joguei abaixo do que vinha jogando, não consegui repetir o meu melhor tênis."

A quadra também não ajudou. "As condições estavam diferentes dos dois jogos anteriores. A quadra grande estava mais lenta, a bola mais pesada, estava difícil agredir o adversário", contou o brasileiro. "No terceiro set ainda joguei um pouco melhor. Tentei dar a volta por cima, mas, na hora de levar para o quinto set, não pisei no pescoço dele."

Com a eliminação, Bellucci encerrou sua temporada no saibro em partidas de simples (ainda joga duplas mistas em Roland Garros). Apesar da excelente atuação em Madri, admite que os resultados deixaram a desejar.

"Tive meus pontos altos, mas no ano que vem sei que tenho de melhorar. Poderia ter feito mais pontos, tive alguns percalços no caminho", avaliou. "Encaixei uma semana boa em Madri (chegou à semifinal), mas, no geral, não foi o ideal. No ano que vem vou ter de aproveitar melhor."

Hoje tem mais. Depois do jogo de Bellucci, o sérvio Novak Djokovic (n.º 2) e o argentino Juan Martín del Potro (26.º) entraram em cena para uma partida bastante esperada pelo público. A partida estava empatada em 1 set a 1 quando teve de ser interrompida por falta de iluminação. Será retomada hoje.

Ainda hoje, jogam o britânico Andy Murray e o alemão Michael Berrer. O número 1 Rafael Nadal enfrenta o croata Antonio Veic.

Quem não teve trabalho ontem foi o suíço Roger Federer (n.º 3), que derrotou o sérvio Janko Tipsarevic por 6/1, 6/4 e 6/3.

Já no feminino, surpresa: a atual número 1 do mundo, Caroline Wozniacki, foi eliminada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.