Washington Alves/AGIF/COB
Washington Alves/AGIF/COB

Bellucci exalta equilíbrio, mas lamenta queda nas duplas

A dupla brasileira Thomaz Bellucci e André Sá perdeu por 2 sets a 1

AE, Agência Estado

28 de julho de 2012 | 19h19

LONDRES - Sem maiores expectativas nas duplas, Thomaz Bellucci ficou satisfeito com sua própria atuação e a do companheiro André Sá na abertura do torneio de tênis nos Jogos de Londres, apesar da eliminação precoce, diante dos favoritos Bob e Mike Bryan, dos Estados Unidos.

"Foi um bom jogo, apesar de termos perdido. Eu e o André jogamos muito bem, só que nos momentos decisivos, eles foram um pouco melhores. Foi um jogo equilibrado do começo ao fim. Jogamos de igual para igual e por pouco não surpreendemos", comentou Bellucci, após a derrota por 2 sets a 1 - 7/6(5) 6/7(5) 6/3.

Para Bellucci, a partida serviu para reduzir sua ansiedade antes do jogo de estreia na chave de simples. O brasileiro enfrentará neste domingo o francês Jo-Wilfried Tsonga, na quadra central do complexo de Wimbledon, sede do tênis na Olimpíada.

"O fato de ter jogado dupla hoje (sábado), pode ter me ajudado a tirar um pouco o nervosismo e a ansiedade de uma estreia. Sei que vai ser um jogo difícil contra o Tsonga, que é um jogador experiente e que joga muito bem na grama. Então, é entrar focado desde o início da partida e fazer o meu melhor", pregou o brasileiro.

Na chave de simples, os cabeças de chave Juan Martín Del Potro, da Argentina, e Gilles Simon, da França, tiveram uma estreia tranquila. Del Potro bateu o croata Ivan Dodig por 6/4 e 6/1, enquanto Simons bateu o casaque Mikhail Kukushkin por 6/4 e 6/2. Também avançaram o russo Alex Bogomolov Jr, Gilles Muller, de Luxemburgo, e o italiano Andreas Seppi.

O domingo também terá as estreias do sérvio Novak Djokovic, atual número dois do mundo, do britânico Andy Murray, grande esperança da torcida local, e do espanhol David Ferrer, 5º colocado do ranking.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.