Belmonte e Hosszu voltam a bater recordes da natação

A ideia de emendar as duas primeiras etapas da Copa do Mundo de Natação em Piscina Curta na semana posterior ao Mundial de Esportes Aquáticos de Barcelona fez bem à modalidade. Neste domingo chegou ao fim a etapa de Berlim (Alemanha) com mais dois recordes mundiais. Assim, foram nove novas marcas do mundo apenas nesta semana.

AE, Agência Estado

11 de agosto de 2013 | 16h18

Dessas, cinco são de Katinka Hosszu. A húngara, que já havia batido duas vezes o recorde mundial dos 100m medley e outras duas dos 200m agora é também a mais rápida da história nos 400m medley. Neste domingo ela venceu a prova em Berlim com 4min20s85, superando a antiga marca, de 4min21s04, feita em 2009, ainda com trajes tecnológicos, pela norte-americana Julia Smit.

Como a Fina premia com US$ 10 mil cada recorde batido na Copa do Mundo de Natação, Husszu já garantiu US$ 50 mil (cerca de R$ 115 mil) só com esses recordes, sem contar a premiação pelas medalhas de ouro. Em Eindhoven (Holanda), semana passada, ela já havia feito o recorde da competição nos 400m medley.

O outro recorde quebrado neste domingo foi nos 400m livre, com Mireia Belmonte Garcia. A espanhola, que faturou duas pratas e um bronze em Barcelona, venceu em Berlim com 3min54s52. O antigo recorde, da francesa Camile Muffat, feito no fim do ano passado, era 3min54s85. No sábado, a musa da natação espanhola já havia se tornado recordista dos 800m livre.

Nesta semana, em Eindhoven, também caíram outros dois recordes: Chad Le Clos (África do Sul) estabeleceu nova marca nos 200m borboleta e Ranomi Kromowidjojo (Holanda) nos 50m livre feminino.

Tudo o que sabemos sobre:
nataçãoCopa do Mundo de Natação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.