Ben Johnson: da glória ao fracasso em 9s79

SEUL 1988

O Estadao de S.Paulo

25 de abril de 2008 | 00h00

O velocista canadense Ben Johnson chocou o mundo duas vezes na Olimpíada de Seul, em 1988. Na primeira, o imigrante tímido e gago quebrou o recorde dos 100 metros, com a incrível marca de 9s79, superando o mito norte-americano Carl Lewis. Johnson chegou a levantar o braço para festejar a vitória e olhar para Lewis antes da chegada. Mas sua glória durou pouco. Flagrado no exame antidoping pelo uso de anabolizantes, Johnson teve sua medalha cassada e acabou suspenso por dois anos. "Eu errei", admitiu na sua volta ao Canadá. Retornou às competições, mas foi mais uma vez pego no exame em 1993 e banido definitivamente do esporte. Johnson tornou-se um símbolo de vergonha.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.