Bernardinho: ainda faltam duas finais

A vitória foi mais fácil do que se esperava, mas tão logo terminou a partida contra a Sérvia e Montenegro, os jogadores da seleção brasileira de vôlei masculino procuraram manter a modéstia. Nas palavras do técnico Bernardinho, e dos jogadores Anderson e Giovane, eleito o melhor da partida, muita cautela e caldo de galinha visando os próximos jogos contra EUA e Japão. O triunfo praticamente garantiu o Brasil nos Jogos de Atenas (teria que perder as duas partidas restantes e mais um combinação esdrúxula de resultados para não ficar com a vaga).Bernardinho admitiu que ficou assustado no primeiro set, quando viu um Brasil nervoso e com dificuldades para entrar na partida. ?O saque dos sérvios era muito forte e com seu bloqueio conseguiam deter com facilidade o nosso ataque. Por isso, demoramos a encontrar o nosso ritmo?, revelou. ?A partida foi muito tensa e se decidiu em pequenos detalhes?.O treinador elogiou a concentração da equipe a partir do terceiro set, quando o Brasil, enfim, mostrou todo o seu jogo e partiu para cima dos sérvios, mas recomendou cuidado com os próximos adversários. ?A partir do terceiro set nosso controle mental foi maior e nos permitiu liderar esse jogo?, explicou. ?Essa é somente a primeira das três finais que vamos jogar. Agora temos pela frente menos de 20 horas de descanso para enfrentar os EUA?.O oposto Anderson admitiu que a vitória lhe deixou ?muito feliz?, mas tratou logo de conter a euforia. ?Não podemos nos levar por essa alegria. Fizemos uma grande partida, mas amanhã outro grande desafio nos espera?, disse. ?Os Estados Unidos têm uma equipe perigosa e não vieram aqui para passear. Eles vão tentar a vitória a todo custo e nós não podemos relaxar?, orientou.Já Giovane, autor do último ponto do jogo e eleito o melhor em quadra, parece obcecado pelo título inédito. ?Fazer o último ponto hoje foi fácil porque estávamos com uma boa vantagem no placar, mas o mais importante é que conseguimos uma vitória com grande valor em se tratando de um campeonato tão extenso e difícil como este?, garantiu. ?Quero ganhar o título. Nos faltam duas partidas muito importantes, mas estamos diante de uma grande oportunidade e não queremos desperdiçá-la?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.