Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Bernardinho é eleito o melhor técnico do ano pela 4ª vez

Após conquistar o hexacampeonato da Liga Mundial e o bicampeonato mundial em 2006, o comandante da seleção masculina de vôlei, Bernardinho, foi escolhido nesta quinta-feira o melhor técnico do ano, em prêmio entregue pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB). Esta é a quarta vitória dele, que já havia vencido a eleição em 2002, 2003 e 2004."Estou superfeliz com mais este prêmio. Acredito que outros técnicos também poderiam tê-lo ganho, mas a última conquista da seleção masculina de vôlei, e da maneira fantástica que foi, colaborou muito para que eu ganhasse esse prêmio. Só tenho a agradecer por mais este reconhecimento", disse Bernardinho.Com 47 anos, Bernardinho foi escolhido o melhor técnico sempre pelo seu trabalho na seleção masculina de vôlei. Mas outros treinadores já venceram a disputa: Larri Passos (tênis), em 2001, e o ucraniano Oleg Ostapenko (ginástica artística), em 2005.Bernardinho também dirigiu a seleção feminina de vôlei entre 1994 a 2000, mas desde 2001 trabalha com os homens. Como jogador de vôlei, conquistou a medalha de prata no Campeonato Mundial de 1982 e também nos Jogos Olímpicos de Los Angeles, em 1984.O troféu cedido pela entidade máxima do esporte brasileiro será entregue ao técnico durante o Prêmio Brasil Olímpico, na próxima terça-feira, quando também serão conhecidos os melhores atletas do País em 2006 após eleição popular pela internet. A cerimônia acontece no Teatro Municipal do Rio.Na categoria masculino, o COB selecionou para concorrer ao prêmio o ponta da seleção brasileira vôlei Giba, o ginasta Diego Hypólito e o iatista Torben Grael. Pelas mulheres, estão na disputa a snowboarder Isabel Clark, a ginasta Laís Souza e Larissa França, campeã do Circuito Mundial de Vôlei de Praia ao lado de Juliana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.