Blair pede dedicação ao Brasil para Copa e Jogos

O ex-primeiro ministro britânico Tony Blair esteve ontem em São Paulo, onde falou para um grupo de aproximadamente 600 empresários e várias autoridades sobre infraestrutura para a Copa do Mundo e Olimpíada. Responsável por parte dos preparativos dos Jogos de Londres, no ano que vem, ele concentrou seu discurso na importância de o Brasil se dedicar ao sucesso dos dois eventos para que seja bem visto internacionalmente e eleve sua autoestima. Além disso, apontou alguns desafios que os organizadores terão pela frente.

Valéria Zukeran, O Estado de S.Paulo

27 de outubro de 2010 | 00h00

Para o político, algumas obras de infraestrutura são particularmente importantes em eventos esportivos de grande porte, como a de adequação dos aeroportos e de melhorias no transporte. "E não digo isso apenas por causa do trânsito aqui", brincou o ex-premiê, cuja pontualidade britânica teve como adversário o rush matinal paulistano.

Blair também apontou a necessidade de o País estar atento aos diferentes legados que a Copa e a Olimpíada podem proporcionar. O britânico cita, por exemplo, os efeitos colaterais do aumento do interesse da população, em especial dos jovens, pelo esporte. Para ele, o fenômeno pode se transformar em importante política anti-crime, de saúde e de desenvolvimento social. O ex-premiê disse estar consciente de que organizar grandes eventos dá muito trabalho. "Eu digo: não vá se não estiver preparado para o desafio."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.