Boca perde do Tigre, mas leva taça. No saldo de gols

O saldo de gols definiu o campeão do Torneio Apertura do Campeonato Argentino. Boca Juniors, Tigre e San Lorenzo terminaram com três pontos cada no triangular final (uma vitória e uma derrota). O time xeneize ergueu a taça, mesmo perdendo para o Tigre, 1 a 0, por ter marcado três vezes e levado só dois: saldo + 1, contra 0 do Tigre e -1 do San Lorenzo.É a 23ª conquista nacional do Boca, um dos representantes da Argentina na próxima Taça Libertadores - vai como maior pontuador na temporada 2007/2008. O modesto Tigre segue sem conquistas na Primeira Divisão e fica sem vaga na competição intercontinental. Os outros representantes argentinos são o Lanús (campeão do Apertura de 2007), o River Plate (dono do título do Clausura (2007) e o San Lorenzo (segundo maior pontuador). O Estudiantes (desempenho melhor que o Tigre) fará a repescagem contra o Sporting Cristal, do Peru.A conquista do Boca foi sofrida. O Tigre, após marcar o primeiro gol, com Macro, aos 22 da segunda etapa, foi para cima e deixou os torcedores boquenses calados e bastante assustados nos minutos finais. Um triunfo por 2 a 0 era o que o Tigre precisava para dar a volta olímpica.Mas não deu. O Boca, desfalcado de peças importantes, como Riquelme, Vargas e Forlín, terminou o jogo com 10 jogadores - Palacio foi expulso - e com o goleiro reserva. García, visivelmente abalado após falha no gol, foi substituído por Ayala, que entrou bem e garantiu a conquista. No apito final, em Avellaneda, festa da torcida do Boca e também da do Tigre, reconhecendo esforço e dedicação de seus craques.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.