Bolt ''ameaça'' bater o próprio recorde mundial

Astro jamaicano disputa a Golden League, na França, e promete ?algo especial? para o público

PARIS, O Estadao de S.Paulo

17 de julho de 2009 | 00h00

O jamaicano Usain Bolt é um showman, mas vira homem sério - apesar dos 22 anos - quando o assunto é seu desempenho na pista de atletismo. Para a 4ª etapa da Golden League, que será disputada hoje, em Paris (às 15 horas de Brasília), o recordista mundial dos 100 m e dos 200 m promete "algo especial". Não revelou o que pretende fazer, mas deixou escapar que suas marcas (9s69 e 19s30, respectivamente) podem ser melhoradas a qualquer momento.O velocista não terá, na pista do Stade de France, em Saint-Denis (nos arredores de Paris), os principais concorrentes nos 100 m, o compatriota Asafa Powell e o americano Tyson Gay.Mas Bolt disse que nunca corre pensando nos rivais. "Não tenho medo de ninguém. Sou confiante no que faço, pois sei o quanto trabalho para conseguir o que quero." O tempo chuvoso, esperado para a noite parisiense, pode atrapalhar Bolt, que conta com tempo bom. "Quando o clima ajuda, nunca se sabe o que pode ocorrer." Paris é a penúltima parada do jamaicano antes do Mundial de Berlim, que começa em agosto. Sua presença no meeting francês custou nada menos do que US$ 200 mil (R$ 386 mil). "Mas ele se autofinancia", explicou o organizador do torneio, Laurent Boquillet. "Uns US$ 50 mil são pagos pelo patrocinador da prova e só a presença dele garantiu a venda de uns 10 mil ingressos."ISINBAYEVA EM AÇÃOAlém de Bolt, o Meeting de Paris terá como destaques Yelena Isinbayeva (salto com vara), Sanya Richards (400 m), Kerron Stewart (100 m) e Kenenisa Bekele (3 mil metros). Eles são os quatro atletas que ainda brigam pelo prêmio de US$ 1 milhão da Golden League.O Brasil terá dois representantes na competição francesa. Fabiana Murer, em sua última prova antes do Mundial, pretende se aproximar de seu recorde sul-americano do salto com vara (4,82 m, 2ª melhor marca do ano). Jadel Gregório, que não tem colecionado bons resultados, disputa o salto triplo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.