Kai Pfaffenbach/Reuters
Kai Pfaffenbach/Reuters

Bolt avança com facilidade à semi dos 100 metros no Mundial

Velocista fez a marca de 10s07 e disputa a semi no domingo

AE, Agência Estado

10 de agosto de 2013 | 14h13

MOSCOU - Usain Bolt não teve dificuldade para estrear com um bom resultado no Mundial de Atletismo de Moscou, neste sábado. Superfavorito, o jamaicano venceu com boa vantagem sua série nas eliminatórias dos 100 metros e garantiu seu lugar nas semifinais da tradicional prova, em busca de mais uma medalha de ouro na carreira. As semifinais serão disputadas neste domingo.

Bolt fez boa largada, mas aliviou o ritmo na metade da prova e só administrou a vantagem até cruzar a linha de chegada na frente dos rivais. Acabou fazendo o modesto tempo de 10s07, acima da sua melhor marca da temporada, que é de 9s85. E muito distante do recorde mundial de 9s58, do qual é o dono.

Antes de assegurar sua classificação, o jamaicano levou um susto. A prova teve largada queimada, lembrando a decepção protagonizada no último Mundial, em Daegu, na Coreia do Sul, em 2011. Na época, Bolt foi desclassificado e acabou vendo o compatriota Yohan Blake faturar o título mundial. Blake não competirá desta vez por motivos de lesão.

Em Moscou, o jamaicano é o grande favorito para levar o ouro que não conquistou há dois anos. Ele terá a concorrência do compatriota Asafa Powell e do norte-americano Tyson Gay, ambos flagrados em testes antidoping há poucas semanas. Gay era o dono dos dois melhores tempos da temporada até agora.

O maior rival de Bolt em Moscou deve ser o norte-americano Justin Gatlin, medalha de bronze na Olimpíada de Londres. Neste sábado, ele hesitou no início de sua série, mas mostrou forte recuperação e venceu a disputa, apesar do vento contrário. Ele registrou o tempo de 9s99 e foi o primeiro a correr abaixo da marca de 10 segundos.

Depois dos 100 metros, Bolt ainda buscará os títulos mundiais dos 200 metros e do revezamento 4x100 metros, junto dos seus compatriotas. Nas duas provas, ele mira o tricampeonato mundial.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.