Kay Nietfeld/EFE
Kay Nietfeld/EFE

Bolt coloca Jamaica como líder do quadro de medalhas

País chega ao quinto ouro e ultrapassa os Estados Unidos na classificação do Mundial de atletismo

EFE e AE,

20 de agosto de 2009 | 18h54

BERLIM - A vitória de Usain Bolt nos 200 metros rasos, com direito a novo recorde, colocou a Jamaica na liderança do quadro de medalhas do Mundial de atletismo de Berlim, na Alemanha.

Veja também:

linkBolt arrasa recorde dos 200 m e é ouro

linkPeçanha passa para semi dos 800 metros

linkFamília defende atleta sob suspeita

mais imagens GALERIA DE FOTOS - Imagens do dia 6

especial MUNDIAL - Leia todas as notícias do torneio

forum QUIZ - Participe do teste sobre o Mundial

tabela CALENDÁRIO - Todos os eventos e horários

Agora, a delegação jamaicana tem nove medalhas, sendo cinco ouros, duas pratas e dois bronzes. Os Estados Unidos aparecem na segunda colocação, com 13 no total e quatro primeiros lugares - é o país que mais vezes foi ao pódio. Até agora, nenhum esportista do Brasil subiu ao pódio na capital alemã.

MEDALHAS DO DIA

Além de Bolt, outros esportistas subiram no pódio nesta quinta-feira na Alemanha. A croata Blanka Vlasic conseguiu defender o seu título e foi campeã mundial do salto em altura, superando a decepção dos Jogos Olímpicos de Pequim, quando foi superada pela belga Tia Hellebaut. A russa Anna Chicherova ficou com a medalha de prata e a alemã Ariane Friedrich com o bronze.

Para conquistar a medalha de ouro, Vlasic superou a barra de 2,04 metros. Depois, tentou por três vezes passar dos 2,10 metros, o que lhe renderia o novo recorde mundial, mas fracassou em todas tentativas.

Já Ryan Brathwaite ganhou a medalha de ouro nos 110 metros com barreiras em uma final equilibrada, mesmo sem a presença do cubano Dayron Robles, campeão olímpico e recordista mundial, que ficou fora da final por conta de uma lesão na perna esquerda.

O atleta de Barbados derrubou a primeira barreira, mas se recuperou e venceu a prova em 13s14. O norte-americano Terrence Trammell ficou em segundo lugar, com 13s15. Seu compatriota David Payne conquistou a medalha de bronze.

A jamaicana Melanie Walker ganhou a final dos 400 metros com barreiras com o segundo melhor tempo da história. Ela venceu a prova em 52s42, superando a norte-americana Lashinda Demus, que registrou 52s96. O recorde mundial é da russa Yuliya Pechonkina, com 52s34. O pódio da prova foi completado por Josanne Lucas, da Trinidad e Tobago, com 53s20.

No decatlo, melhor para o norte-americano Trey Hardee, que manteve a hegemonia dos Estados Unidos e venceu a prova, concluída nesta quinta-feira. Ele conseguiu uma pontuação total de 8.790, a melhor do mundo neste ano. A prata foi para o cubano Leonel Suárez, bronze em Pequim, com um total de 8.640. O russo Aleksandr Pogorelov acabou com o bronze, fazendo 8.528.

Veja o quadro de medalhas:

1.° Jamaica - 5 ouros - 2 pratas - 2 bronzes

2.° Estados Unidos - 4 ouros - 4 pratas - 5 bronzes

3.° Rússia - 2 ouros - 2 prata - 5 bronzes

4.° Alemanha - 2 ouros - 2 pratas - 2 bronzes

4.° Quênia - 2 ouros - 2 pratas - 2 bronzes

6.° Grã-Bretanha - 2 ouros - 0 pratas - 1 bronze

7.° Polônia - 1 ouro - 4 pratas - 1 bronze

8.° Cuba - 1 ouro - 2 pratas - 1 bronze

8.° Etiópia - 1 ouro - 2 pratas - 1 bronze

10.° Barbados - 1 ouro - 0 Pratas - 0 bronzes

10.° Bahrein - 1 ouro - 0 Pratas - 0 bronzes

10.° Nova Zelândia - 1 ouro - 0 pratas - 0 bronzes

10.° Eslovênia - 1 ouro - 0 pratas - 0 bronzes

10.° Espanha - 1 ouro - 0 pratas - 0 bronzes

10.° África do Sul - 1 ouro - 0 pratas - 0 bronzes

10.° Croácia - 1 ouro - 0 pratas - 0 bronzes

17.° China - 0 ouros - 1 prata - 2 bronzes

18.° Canadá - 0 ouros - 1 prata - 0 bronzes

18.° República Checa - 0 ouros - 1 prata - 0 bronzes

18.° Eritreia - 0 ouros - 1 prata - 0 bronzes

18.° Irlanda - 0 ouros - 1 prata - 0 bronzes

18.° Portugal - 0 ouros - 1 prata - 0 bronzes

18.° Porto Rico - 0 ouros - 1 prata - 0 bronzes

18.° Panamá - 0 ouros - 1 prata - 0 bronzes

25.° Estônia - 0 ouros - 0 pratas - 1 bronze

25.° França - 0 ouros - 0 pratas - 1 bronze

25.° México - 0 ouros - 0 pratas - 1 bronze

25.° Trinidad e Tobago - 0 ouros - 0 pratas - 1 bronze

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.