Bolt conquista o tricampeonato mundial nos 200 metros

Jamaicano garante o favoritismo e ganha a prova dos 200 metros com um tempo de 19s66

AE, Agência Estado

17 de agosto de 2013 | 13h30

MOSCOU - O jamaicano Usain Bolt conquistou neste sábado a sua segunda medalha de ouro no Mundial de Atletismo, que está sendo realizado em Moscou. Após vencer a disputa dos 100 metros, ele confirmou o seu favoritismo, foi soberano e ganhou a prova dos 200 metros com um tempo de 19s66. E ainda deixou a impressão de que diminuiu o ritmo nos metros finais da disputa.

Principal nome das provas de velocidade na atualidade, Bolt passa a somar sete medalhas de ouro em Mundiais. Em 2009, ele foi campeão nos 100 e 200 metros e também no revezamento 4x100 metros. Já há dois anos, foi campeão nos 200 e também no 4x100 metros - queimou a largada na final dos 100m e acabou sendo eliminado.

Recordista mundial com a marca de 19s19, Bolt tinha o tempo de 19s73 como o melhor desta temporada. Mas ele conseguiu ser 0s07 mais rápido na final deste sábado em Moscou, completamente dominada pelo jamaicano, que teve o pior tempo de reação na largada, mas mesmo assim foi soberano.

Na sexta, Bolt claramente se poupou nas eliminatórias, quando marcou 20s66, e também nas semifinais, em que avançou com o tempo de 20s12, se classificando apenas em quarto lugar. Na final deste sábado, porém, ele não deixou qualquer dúvida sobre o seu domínio da disputa dos 200 metros.

O pódio da final foi completado pelo também jamaicano Warren Weir, que ficou na segunda colocação ao registrar o melhor tempo da sua vida, com 19s79, e do norte-americano Curtis Mitchell, que terminou em terceiro lugar, com a marca de 20s04.

Bolt ainda volta a competir em Moscou neste domingo. No último dia do Mundial, o grande nome do atletismo na atualidade vai participar do revezamento 4x100 metros com a equipe jamaicana e tentará conquistar a sua terceira medalha de ouro na Rússia e a sua oitava na história dos Mundiais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.